header top bar

section content

Bar cria “lista do sexo” para atrair clientes

Prostitutas contam que precisam pagar R$ 100, semanalmente, ao proprietário para negociar programas no local

Por METRÓPOLES

21/07/2019 às 15h00 • atualizado em 21/07/2019 às 10h02

Bar cria “lista do sexo” para atrair clientes

Especializado na venda de cervejas artesanais e rótulos internacionais, um bar no coração de Brasília é apontado por oferecer mais do que bebidas e petiscos aos clientes. O estabelecimento teria criado uma “lista do sexo”, onde figurariam o nome de 10 prostitutas que atendem no local.

Com uma fachada modesta e o letreiro talhado em madeira, o pub Beer Selection é mais um dos estabelecimentos no Setor Hoteleiro Sul onde, segundo garotas de programas ouvidas pelo Metrópoles, é possível negociar por sexo tendo o sigilo como principal exigência. No entanto, a discrição do esquema começou a ruir quando elas passaram a reclamar da cobrança de valores para exploração do ponto.

O esquema teria sido organizado há pelo menos seis meses pelos donos do pub. Segundo as garotas, para promover o crescimento da clientela, eles decidiram organizar a lista com as prostitutas autorizadas a circular por ali. Dentro do bar, uma hora de sexo não é negociado por menos de R$ 400. Como determinação do estabelecimento, nenhuma delas é autorizada a abordar os clientes e precisam aguardar o sinal dos frequentadores para sentar à mesa.

As garotas de programa ouvidas pela reportagem disseram que precisam pagar R$ 100 para figurar na relação. Segundo os depoimentos, quando alguma delas atrasa o pagamento, é automaticamente proibida de frequentar o bar. Caso não quite a dívida no ato da cobrança, é excluída da relação e a vaga é aberta a outras meninas, que estão em uma espécie de lista de espera.

Em um áudio obtido pelo Metrópoles (ouça abaixo), uma mulher conversa com uma das prostitutas e diz que ela precisa pagar os valores, caso contrário, o dono do pub a substituiria por outras. “Considero isso um absurdo, porque o bar, apesar de ser um negócio particular, não pode cobrar para que garotas de programa frequentem o local. Ao meu ver, estão explorando a prostituição. Uma coisa é faturar com a venda de bebidas, outra é cobrar para que fiquemos no ambiente”, disse uma das meninas, que preferiu não se identificar.

Fonte: METRÓPOLES - https://www.metropoles.com/distrito-federal/bar-no-centro-de-brasilia-cria-lista-do-sexo-para-atrair-clientes

Tags:

Recomendado para você pelo google

SUCESSO

VÍDEO: Mensagem Empresarial mostra história de um dos maiores empresários e empreendedores de Cajazeiras

EMOCIONANTE

VÍDEO:Em documentário especial, Xeque Mate mostra realidade de famílias que moram no Lixão de Cajazeiras

ENTRE PÚBLICO E PRIVADO

VÍDEO: Empresário revela que quase foi candidato a prefeito de Cajazeiras e explica por que recusou

VÍDEO

Sindicatos batem martelo e definem novo salário dos comerciários de Cajazeiras para 2019-2020