header top bar

section content

VÍDEO: Secretário fala sobre professores contratados em Pombal e garante que haverá mais concursos

Aléssio Trindade foi indagado pelo jornalista Naldo Silva quanto ao número de professores contratados nas escolas estaduais da cidade de Pombal

Por Jocivan Pinheiro

02/09/2019 às 16h38 • atualizado em 02/09/2019 às 16h40

O secretário de Educação da Paraíba, Aléssio Trindade, foi o entrevistado especial do programa Olho Vivo da quarta-feira, dia 28, e na oportunidade respondeu a perguntas da bancada do programa e também de correspondentes da região.

Aléssio esclareceu dúvidas acerca do funcionamento de escolas estaduais, paralisação de obras, perspectiva de investimentos futuros e realização de concursos públicos para professores.

Ele foi indagado pelo jornalista Naldo Silva, da cidade de Pombal, quanto ao número de professores contratados nas escolas estaduais. Para Naldo Silva, o concurso público realizado pelo Governo do Estado não suprirá a demanda. Mas Aléssio Trindade explicou que haverá outros concursos com mil vagas nos próximos três anos, totalizando, assim, 4 mil vagas.

“O governo João Azevêdo já começa com mil, e todo ano a gente vai fazer mil. Então, esse é um processo de avanço na Paraíba, cada vez mais trocando os professores contratados pelos professores efetivos, torcendo para que os contratados aproveitem a oportunidade porque já têm experiência na nossa rede, passem nesse concurso e entrem como efetivos para trabalhar pra gente”, respondeu o secretário.

VEJA MAIS: Secretário fala sobre reformas, investimentos e polêmicas nas escolas do Sertão da PB

Redação DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VIOLÊNCIA SEM PARAR

VÍDEO: Jovem é morto com vários tiros e mulher fica ferida após ser vítima de bala perdida em Cajazeiras

TRAGÉDIA

VÍDEO: Comandante da PM lamenta morte de vereador e diz que assassinos são conhecidos no crime

VÍDEO

Padre convoca população para manifesto pelo Parque de Exposições na visita do governador a Cajazeiras

VÍDEO

Jornalista ‘aposta’ em união de João Azevêdo e Cartaxo para derrotar Ricardo Coutinho em JP