header top bar

section content

VÍDEO: Secretária responde a críticos da Expo Negócios e explica uso de ‘dinheiro público’ no evento

Daianny Valêncio responde críticas de que o prefeito estaria apoiando a feira com dinheiro público que deveria ser usado para garantir salários em dia dos servidores

Por Jocivan Pinheiro

29/10/2019 às 15h10 • atualizado em 29/10/2019 às 15h16

Concluída mais uma edição da feira Cajazeiras Expo Negócios, agora é a vez dos organizadores avaliarem o desempenho do evento, ou seja, seu impacto no comércio, marketing dos produtos comercializados em Cajazeiras e região, pontos positivos e negativos, bem como antecipar projeções para o próximo ano.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico de Cajazeiras, Daianny Valêncio, a feira atraiu mais de 8 mil pessoas, envolveu mais de 500 empresas e gerou mais de R$ 1,7 milhão em negócios, superando a edição anterior.

“Nós conseguimos atingir todas as nossas metas. A Cajazeiras Expo Negócios já se consolidou com a maior feira do Alto Sertão da Paraíba. Saímos de um espaço menor para um maior e muita gente chegou a dizer que a feira não iria formar, e a feira ficou foi pequena. Eu acho que cada ano a gente vai ter o desafio de buscar um lugar maior”, disse a secretária.

Daianny também respondeu às críticas de que o prefeito José Aldemir estaria apoiando a Cajazeiras Expo Negócios com dinheiro público que deveria estar sendo usado para garantir o pagamento em dia dos salários dos servidores municipais.

VEJA TAMBÉM

Presidente da CDL Jovem aponta necessidade da Expo Negócios atrair clientes de outros estados

Daianny Valêncio, secretária de Desenvolvimento Econômico de Cajazeiras

Segundo ela, o recurso financeiro que a prefeitura injeta na feira é próprio para esse evento. Daianny explica que esse recurso é o retorno, em forma de investimento, que a prefeitura dá aos empresários que contribuem com o município fornecendo 2% do que eles comercializam ao Fundo do Pequeno Empreendedor, através da Lei Empreender Cajazeiras.

“Esse dinheiro tem que voltar para os empresários, tem que voltar a ser investido nisso, e é isso que nós estamos fazendo. Nós retornamos esse recurso à sociedade através da linha de crédito do programa Empreender, através da educação empreendedora com vários cursos de capacitação que nós já realizamos e agora através da feira”.

Redação DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras alerta que “pobreza se avoluma cada vez nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’

NASCEU DE NOVO!

VÍDEO: condutor-socorrista do SAMU salva bebê que estava engasgado e sem respirar em Patos