header top bar

section content

Cajazeiras, Sousa, Piancó e Princesa estão entre as 44 cidades alertadas para risco de chuvas intensas

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) foi divulgado nessa segunda-feira (30).

Por Luzia de Sousa

31/12/2020 às 09h09

A previsão é de muita chuva no Sertão da Paraíba

44 cidades do Sertão da Paraíba receberam alerta de chuvas intensas. A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) foi divulgado nessa segunda-feira (30). Cajazeiras, Sousa, Piancó e Princesa Isabel estão entre as cidades alertadas pelo instituto.

VEJA TAMBÉM: Dois jovens são encontrados mortos no mesmo bairro no Sertão; um apareceu no JN da Globo semana passada

Segundo o Inmet, o alerta é de perigo potencial, e as chuvas podem causar danos estruturais às cidades atingidas pelos temporais.

De acordo com o instituto, as chuvas podem variar entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, com ventos intensos, de 40 a 60 km/h. O alerta é para esta terça-feira (31), virada de ano.

Veja a lista das cidades alertadas:
Aguiar
Aparecida
Bernardino Batista
Boa Ventura
Bom Jesus
Bonito de Santa Fé
Cachoeira dos Índios
Cajazeiras
Carrapateira
Conceição
Coremas
Curral Velho
Diamante
Ibiara
Igaracy
Itaporanga
Joca Claudino
Lastro
Manaíra
Marizópolis
Monte Horebe
Nazarezinho
Nova Olinda
Pedra Branca
Piancó
Poço Dantas
Poço de José de Moura
Princesa Isabel
Santa Cruz
Santa Helena
Santa Inês
Santana de Mangueira
Santana dos Garrotes
Serra Grande
Sousa
São José de Lagoa Tapada
São José de Caiana
São José de Santana
São José de Princesa
São João do Rio do Peixe
Tavares
Triunfo
Uiraúna
Vieirópolis

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

PROBLEMA SOCIAL

VÍDEO: Conselho Tutelar notifica pais por causa de crianças pedindo nos semáforos de Cajazeiras

OPÇÃO RELIGIOSA

VÍDEO: Retiro de Carnaval de Pombal anuncia programação da 35° edição com atrações a nível nacional

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Wesley, Éder Paulista e o técnico Ederson Araújo aprovam estreia do Atlético e elogiam a torcida

FALTA DE COMODIDADE

Professora cobra fiscalização na ocupação de calçadas por comerciantes que interfere a mobilidade urbana