header top bar

section content

VÍDEO: Padre de Cajazeiras declara que os prefeitos que querem reabrir comércio são ‘criminosos’

No Diário Oficial do Estado de sábado, o governador João Azevêdo prorrogou o decreto que mantém o fechamento de atividades de lazer e comércios não essenciais

Por Jocivan Pinheiro

06/04/2020 às 16h57 • atualizado em 06/04/2020 às 17h03

O padre Francivaldo Albuquerque chamou de criminosos os prefeitos que tentam passar por cima das medidas do Ministério da Saúde e dos governos estaduais com relação ao fechamento do comércio durante a epidemia do novo coronavírus.

No Diário Oficial do Estado (DOE) de sábado, o governador João Azevêdo prorrogou o decreto que mantém o fechamento de academias, ginásios, centros esportivos púbicos e privados, shoppings, centros e galerias comerciais, bares, restaurantes, casas de festas, casas noturnas, boates e atividades comerciais não essenciais.

Porém, alguns prefeitos chegaram a autorizar a reabertura de alguns setores do comércio, como é o caso do prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, que havia liberado o funcionamento do Mercado Público Central, de salões de beleza e academias.

VEJA TAMBÉM

Homens são presos em Sousa após descumprirem decreto que proíbe abertura de estabelecimentos

Padre Francivaldo declarou que esses prefeitos querem ‘avacalhar’ as medidas do Ministério da Saúde e dos Estados, e ressaltou que eles precisam obedecer a hierarquia de poder, caso contrário o cidadão deve recorrer à Justiça.

“Para criminoso, é provocar a Justiça e a polícia para poder se cumprir a normativa que é o recolhimento e evitar aglomeração de pessoas em órgãos públicos”.

DIÁRIO DO SERTÃO

OPINIÃO

VÍDEO: Jornalista fala sobre a vacina do Coronavac e destaca a importância do Instituto Butantan

CUIDADO

VÍDEO: Durante novenário, em Ipaumirim, Padre pede que fiéis fiquem atentos a pandemia do coronavírus

NOVA ONDA

VÍDEO: Senador Ney Suassuna acredita que deve haver lockdown com segunda onda de Covid-19 no Brasil

INADMISSÍVEL

VÍDEO: Nilvan Ferreira diz que foi vítima de racismo e chamado de ‘macaco’ na eleição em João Pessoa

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!