header top bar

section content

Ex-prefeito de Patos, Dinaldo Wanderley morre aos 69 anos, em hospital de João Pessoa

O ex-prefeito e ex-deputado estadual era advogado, economista, empresário, ex-futebolista e político

Por Campelo Sousa

24/05/2020 às 10h11 • atualizado em 24/05/2020 às 10h12

Dinaldo Wanderley tinha 69 anos (foto: reprodução/internet)

Morreu na madrugada desde domingo (24) em um hospital particular em João Pessoa, o ex-prefeito da cidade de Patos, Sertão da Paraíba e ex-deputado estadual Dinaldo Wanderley, aos 69 anos.

Segundo familiares, Dinaldo estava internado desde o dia 14 de maio e ao chegar à unidade de saúde foi precisou ser intubado.

Em nota, a prefeitura de Patos informou que “diante do ocorrido, só nos resta pedir a Deus que conforte o coração de seus familiares, amigos e admiradores pela dor da perda:

É com profundo pesar que a Prefeitura de Patos e os cidadãos patoenses recebem a notícia do falecimento do ex-prefeito e ex-deputado estadual, Dinaldo Medeiros Wanderley, fato ocorrido nesta madrugada (24).

Em nome da população patoense, abraçamos fraternalmente a todos os familiares e elevamos nossas homenagens ao homem que dedicou parte de sua vida à sua terra. Diante do ocorrido, só nos resta pedir a Deus que conforte o coração de seus familiares, amigos e admiradores pela dor da perda, dando-lhes forças para superarem este momento difícil e para conviverem com tamanha saudade.

Dinaldo foi um cidadão e político de muitas virtudes, valores, e nos deixa um legado de fé e de amor ao próximo.

O ex-prefeito e ex-deputado estadual era advogado, economista, empresário, ex-futebolista e político; filho do tabelião Dinamérico Wanderley de Sousa e da professora Haydée Medeiros Wanderley. Era muito querido pelos patoenses.

Foi prefeito de Patos por dois mandatos consecutivos, de 1997 a 2005, e deputado estadual. Ele deixa a esposa, Edina Guedes Wanderley, os filhos, Aninha, Bruno, Gustavo e Dinaldo Filho, e netos.

Dinaldo Wanderley foi prefeito de Patos por dois mandatos consecutivos, de 1997 a 2005, e deputado estadual. Ele deixa a esposa, Edina Guedes Wanderley, e quatro filhos.

Ainda não existem informações sobre a causa da morte e onde ocorrerá o sepultamento, pois, diante da pandemia do COVID – 19 existem decretos normativos para sepultamentos.

DIÁRIO DO SERTÃO

OPINIÃO

VÍDEO: Jornalista diz que os três candidatos a vice-prefeito em Cajazeiras são ‘retrocesso na história’

REBATENDO O PREFEITO

VÍDEO: Empresário rompe o silêncio e nega ter citado ex-prefeita Denise em delação da Operação Andaime

AGLOMERAÇÃO

VEJA: Em visita de Bolsonaro ao Sertão da PB, mulher pede para ele baixar kg do arroz e vídeo viraliza

FUNDADOR DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Morte de Padre Rolim completa 121 anos, e fato ganha minucioso estudo histórico de sacerdote

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!