header top bar

section content

Médico critica teste rápido e revela que RT-PCR é o único exame capaz de diagnosticar a COVID-19

O especialista revelou que os testes rápidos IGG e IGM não são confiáveis para diagnosticar o novo coronavírus.

Por Campelo Sousa

30/06/2020 às 15h56

O médico sanitarista Vanilton Holanda participou do programa Diário News que é apresentado por Fernando Antônio falou sobre os tratamentos para a COVID-19 e os métodos mais confiáveis para o diagnósticos da doença.

Segundo o especialista, o RT-PCR – exame responsável pela maioria dos diagnósticos positivo, que tem o objetivo de identificar o vírus no período em que está no organismo e é um procedimento bastante importante e deve ser feito no tempo certo nos pacientes.

“A gente observa que existe gestor querendo dar o diagnóstico de COVID-19 sem ser médico, sem entender de nada, como se fosse uma bola de cristal, aí dá um documento de IGG e IGM que não tem nada haver negativado, quando o paciente está com o vírus no corpo e esse paciente sai por ai contaminado todo mundo”, destacou.

VEJA TAMBÉM

VÍDEO: Médico diz que o procedimento de isolamento após surgirem sintomas da Covid-19 está errado

VÍDEO: Médico diz ser possível contrair Covid-19 após ser curado e que isolamento não resolve a pandemia

Ele revelou que os testes rápidos IGG e IGM não são confiáveis para diagnosticar o novo coronavírus.

Médico falou sobre os métodos usados para diagnosticar a COVID-19

“Só serve o RT-PCR, aquele que você coloca no nariz ou garganta, fora isso até o oitavo dia não adianta fazer outro teste, se você faz o IGG e IGM vai dar negativo e você sai feliz da vida como se não tivesse nada e você pode estar com o RT-PCR positivo e contaminar todo mundo, não se deixe enganar”, finalizou.

O que é o RT-PCR?
Utilizando técnicas de biologia molecular para detectar se o vírus SARS-CoV-2 está presente no corpo, é o exame considerado “padrão-ouro” para diagnóstico e é indicado para quem está com sintomas da COVID-19. O PCR serve para detectar a presença do vírus no organismo do paciente. Analisando o material coletado do nariz e da garganta do paciente, o exame consegue identificar a presença do RNA do vírus.

Como funciona o exame?
É coletado um material da garganta e do nariz do paciente através de um swab – instrumento parecido com um cotonete – que, em seguida, é encaminhado a um laboratório.

Outro exame usado para o diagnóstico da COVID-19 é o TESTE RÁPIDO: 

Para que serve?
O teste verifica a resposta do sistema imunológico ao vírus, isto é, a presença dos anticorpos (IgG e IgM) no corpo humano após o contato com a Covid-19.

Como funciona?
É coletada uma gota de sangue do paciente. O material é colocado em contato com um reagenteque detecta a presença de anticorpos (IgG e IgM), defesas produzidas pelo corpo humano contra o vírus que causa a Covid-19.

DIÁRIO DO SERTÃO

INSUFICIÊNCIA RENAL

VÍDEO: médico revela que 30% dos pacientes que tiveram a COVID-19 precisarão passar por hemodiálise

CONFIRA OS NÚMEROS

VÍDEO: Pelo 2º dia consecutivo, Cajazeiras tem mais casos recuperados de Covid-19 do que confirmados

MANTENDO EM DIA

VÍDEO: Prefeito de São José de Piranhas anuncia data de pagamento de toda a folha salarial de julho

POSSIBILIDADES DA ÁGUA

VÍDEO: Padre diz que transposição só será aproveitada se Bolsonaro desbloquear recursos para a ciência

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!