header top bar

section content

VÍDEO: Myriam afirma que saiu do PSC porque “Leonardo insistiu em permanecer ao lado de Jair Bolsonaro”

A advogada afirma que, apesar de Bolsonaro não ter se filiado ao PSC, Leonardo Gadelha estaria votando a favor de pautas bolsonaristas: "Um genocida não é bem vindo em local nenhum"

Por Luis Fernando Mifô

23/07/2021 às 17h36 • atualizado em 23/07/2021 às 18h32

Em participação no programa Olho Vivo da Rede Diário do Sertão, nesta sexta-feira (23), a advogada Myriam Gadelha abriu o jogo com relação à sua saída do Partido Socialista Cristão (PSC) e seu retorno para o Partido dos Trabalhadores (PT).

O motivo que teria levado Myriam a trocar de legenda foi a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro se filiar ao PSC. Porém, no mesmo Olho Vivo, no dia anterior, o deputado federal Leonardo Gadelha (primo dela), que é presidente do PSC na Paraíba, avaliou a saída de Myriam como precipitada caso tenha sido esse o motivo.

A advogada respondeu justificando que sua saída se deu porque parte da sua família ‘insistiu em permanecer ao lado de Jair Bolsonaro’. Ela citou, inclusive, seu tio, o ex-deputado federal Marcondes Gadelha, pai de Leonardo.

“Minha saída do PSC se deu porque a família insistiu em permanecer ao lado de Jair Bolsonaro. Eu tenho total desprezo por essa pessoa. Como todo mundo sabe, sempre fui filiada ao PT. A tragetória da minha família é uma tragetória de esquerda. Não consigo compreender o posicionamento atual, inclusive do próprio Marcondes, que tem uma tragetória que está muito vinculada à esquerda”, disse Myriam.

VEJA TAMBÉM

Leonardo revela seu apoio para federal, nega racha com André e comenta saída de Myriam do PSC

“Leonardo insistiu em permanecer ao lado do presidente. Eu discordo completamente. A gente está vendo a situação do país, o preço do botijão de gás, o preço da gasolina. Todas as promessas que o presidente fez de destroçar o país ele está cumprindo. Então, minha saída do PSC se deu não só porque o presidente disse que iria para o partido, mas porque meu tio disse que ele seria muito bem-vindo. Eu não queria estar num local onde o presidente seria muito bem-vindo. Um genocida não é bem-vindo em local nenhum”, completou a advogada.

Myriam ressalta que, apesar de Bolsonaro não ter se filiado ao PSC, Leonardo Gadelha estaria votando a favor de pautas bolsonaristas.

“Todas as pautas que o bolsonarismo apresenta, ele se posiciona de maneira favorável. Eu não tinha condições de permanecer no partido ele estando dentro de um espectro completamente diferente do que eu penso”.

DIÁRIO DO SERTÃO

DESTRAVADA

VÍDEO: Após vinte anos de expectativa, João Azevêdo prevê conclusão das obras do Hospital de São Bento

EM NOME DA AMIZADE

VÍDEO: Tyrone diz que Lindolfo Pires é o deputado de João Estrela e rindo dispara: ‘eu posso fazer isso’

NÃO TÁ FÁCIL

VÍDEO: Consultor empresarial diz que auxílio não tirou famílias da pobreza: ‘pessoas na porta com fome’

FISCALIZANDO REVELA

VÍDEO: Ministério Público da PB investiga prefeito da região de Cajazeiras por acúmulo ilegal de cargos

Recomendado pelo Google: