header top bar

section content

EXCLUSIVO: Leonardo revela seu apoio para federal, nega racha com André e comenta saída de Myriam do PSC

Avaliação de mandato e projeções políticas foram os assuntos que permeraram a entrevista exclusiva que o deputado federal sousense prestou à TV Diário do Sertão

Por Jocivan Pinheiro

22/07/2021 às 18h57 • atualizado em 22/07/2021 às 19h02

Avaliação de mandato e projeções políticas para 2022 foram os assuntos que permeraram a entrevista exclusiva que o deputado federal Leonardo Gadelha (PSC) prestou ao programa Olho Vivo da Rede Diário do Sertão nesta quinta-feira (22).

Leonardo está de volta ao Sertão após ter sido derrotado nas eleições para prefeito de Sousa em 2020. Acredita-se que a presença dele em Sousa será cada vez mais constante para fortalecer a candidatura do empresário Dalton Gadelha a deputado federal.

Na entrevista, Leonardo Gadelha fez uma avaliação do seu mandato como deputado federal suplente destacando suas proposituras, conquistas de recursos para a região de Sousa e participação em debates importantes, como o da reforma administrativa, da qual é membro permanente.

Fundão eleitoral

Perguntado se é a favor do aumento do valor do ‘fundão eleitoral’, que é o financiamento público de campanha, Leonardo disse que defende a volta do financiamento privado, desde que haja melhores mecanismos de correção e fiscalização. Ele justifica que, sem financiamento privado, resta gastar dinheiro público que poderia ser utilizado em obras e serviços para a população.

VEJA TAMBÉM

Myriam Gadelha fala sobre Tyrone, divergências com André e retorno ao PT para apoiar Lula

Leonardo Gadelha com a foto do primo André Gadelha

Candidato a deputado federal

Apontado como um dos pré-candidatos a deputado federal, Leonardo Gadelha admite que pretende dar uma pausa em mandatos eletivos e defende a candidatura do empresário Dalton Gadelha. Quanto à disputa para a Assebleia Legislativa, ele não cita um nome de sua preferência, mas afirma que Sousa tem condições de eleger três ou quatro candidatos.

Saída de Myriam do PSC

Sua prima, a advogada Myriam Gadelha, deixou o PSC e voltou a se filiar ao PT. Um dos motivos que teriam levado ela a trocar de legenda teria sido a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro se filiar ao PSC. Para Leonardo Gadelha, que é presidente do PSC na Paraíba, Myriam se precipitou se esse foi mesmo o motivo, pois, segundo ele, o destino de Bolsonaro não será o Partido Socialista Cristão. Contudo, o deputado diz que não há mágoa por causa da saída da prima.

DIÁRIO DO SERTÃO

NÃO TÁ FÁCIL

VÍDEO: Consultor empresarial diz que auxílio não tirou famílias da pobreza: ‘pessoas na porta com fome’

FISCALIZANDO REVELA

VÍDEO: Ministério Público da PB investiga prefeito da região de Cajazeiras por acúmulo ilegal de cargos

'TERRA DO MENINO DEUS'

VÍDEO: Prefeito de Triunfo obtém quase 70% de aprovação de governo e garante: ‘será o maior da história’

O HOMEM PRECISA PENSAR

VÍDEO: Padre de Cajazeiras destaca legado do educador Paulo Freire e diz: ‘a educação liberta o homem’

Recomendado pelo Google: