header top bar

section content

Psicóloga alerta sobre a influência das mídias digitais nas relações entre pais e filhos

"Ela [rede social] pode desconstruir laços afetivos e emocionais, porque o sujeito fica muito isolado no seu mundo", disse a psicóloga

Por Moisés Conrado

22/04/2022 às 16h23 • atualizado em 22/04/2022 às 16h40

O programa Diário News da Rede Diário do sertão recebeu a psicóloga e coordenadora de extensão e pesquisada da Faculdade Santa Maria, Fernanda Lúcia, que abordou sobre a relação das redes sociais com o convívio familiar, esta que vem sendo uma das maiores causadoras de transtornos na sociedade infanto juvenil.

A psicóloga explica que as redes sociais são necessárias atualmente para a sociedade, devido à facilidade da informação que não tínhamos anteriormente há 15 anos.

“Elas podem ser benéficas na construção de um processo de comunicação e maléficas, se usada de forma intensa e sem controle. Neste sentido, ela pode desconstruir laços afetivos e emocionais, porque o sujeito fica muito isolado no seu mundo”, disse.

Em continuidade, a psicóloga explica que o problema não está de fato nas redes sociais, nem mesmo no celular, mas sim, no descontrole do ato. Em reforço, é necessário o acompanhamento paterno e materno para uma manutenção deste uso para os filhos, dentro da rotina de escola e afazeres.

“Se [os pais] não organizam essa rotina, não é o jovem ou criança que vai conseguir organizar. E depois para esse filho ter essa retirada é complexo”, acrescentou.

DIÁRIO DO SERTÃO

OPERAÇÃO INOCÊNCIA

VÍDEO: Homem é preso em Cajazeiras suspeito de abusar sexualmente de duas sobrinhas de 9 e 10 anos

FIQUE POR DENTRO

VÍDEO: Diário Esportivo debate sobre vitória do Campinense contra o Belo e empate do Sousa fora de casa

17 DE MAIO

VÍDEO: Repórter relata preconceito ao se assumir gay e vê LGBTQIA+ sendo ‘usados’ em debate eleitoral

FÉ CATÓLICA

VÍDEO: Bispo de Cajazeiras participa de Missa no túmulo de São Pedro, na Basílica do Vaticano, em Roma

Recomendado pelo Google: