header top bar

section content

VÍDEO: Famílias em Sousa resistem a tentativas de despejo, mas Defesa Civil alega risco de desabamentos

Equipes da Defesa Civil e da Prefeitura de Sousa, acompanhadas da Polícia Militar, tentaram novamente realizar a retirada das famílias e a demolição dos imóveis

Por Luis Fernando Mifô

21/06/2022 às 19h43 • atualizado em 21/06/2022 às 19h48

Alguns moradores do distrito Lagoa dos Estrelas, no município de Sousa, sertão paraibano, estão resistindo às tentativas de despejo autorizado pela Defesa Civil Municipal, que afirma que os imóveis ocupados por eles foram construídos de forma irregular e ameaçam desabar.

Equipes da Defesa Civil e da prefeitura, acompanhadas da Polícia Militar, tentaram novamente realizar a retirada das famílias e a demolição das casas na manhã desta terça-feira (21). Houve, inclusive, corte no fornecimento de energia. Mas os moradores não saíram, alegando que eles não têm para onde ir.

O senhor Francisco Marques afirma ser proprietário de uma parte do terreno onde os imóveis foram construídos e que seu irmão, o advogado João Estrela, é quem estaria tentando despejar as famílias porque teria interesse em adquirir o terreno por completo. Segundo ele, seriam mais de 30 imóveis e cerca de 40 famílias ameaçadas de despejo.

Francisco conta que a segunda tentativa de despejo foi motivada após um dos imóveis desabar sobre o morador, que não resistiu aos ferimentos e morreu. Mesmo assim, ele insiste que as famílias continuem no local, pois elas não têm condições de pagar aluguel.

“O que é meu é deles. Eles não pagam aluguel. Vão sair pra onde? Eles não estão alojados? Não tem uma pessoa que é dono do terreno e dono das casas? Eu queria ter condições de construir mais pra alojar eles”, disse Francisco.

Casa que desabou no distrito de Lagoa dos Estrelas, em Sousa (Foto: Reprodução / TV Diário do Sertão)

O advogado João Estrela nega que as tentativas de despejo sejam motivadas por disputa familiar, e ele  afirma que a quantidade de famílias residindo nos imóveis é bem menor do que o que foi dito pelo seu irmão.

Segundo João Estrela, após o desabamento do imóvel e a morte do morador, a Polícia Civil instaurou um inquérito e comunicou à Defesa Civil, que por sua vez constatou, através de laudo de engenheiros do município, que as construções seriam irregulares e estariam comprometidas. O laudo recomenda imediata desocupação e demolição dos imóveis.

“Eu sou inventariante das terras, mas lá está a cargo da Defesa Civil. Eu tenho um irmão que fica dizendo que sou eu que fica incentivando. Mas a verdade é que foi feito um laudo de umas construções que ele fez lá, mas as edificações não correspondem a nada. Duas delas caíram, mataram um rapaz, e as outras foram vistoriadas pelo departamento de engenharia e recomendaram a imediata desocupação e demolição”.

A versão contada pelo advogado João Estrela foi confirmada pelo chefe de gabinete da Prefeitura de Sousa, Helder Carvalho, e também por Francisco Franco, um dos auxiliares responsáveis pela Defesa Civil Municipal.

A agricultora Maria das Graças, que reside há três anos no Lagoa dos Estrelas, agora está morando de favor na casa de uma amiga porque teve que deixar o imóvel onde ela morava, após a ameaça de demolição.

“Não façam isso com os cidadãos. Eu tenho três filhos, dois especiais, não tenho condição de pagar aluguel. Todos nós somos pobres, somos humildes. Isso é errado. A Justiça tem que chegar a isso; saber que a população é pobre, é humilde. Eu peço até pelo amor de Deus, deixa a população aqui, manda ajeitar as casinhas”, desabafou a agricultora, em apelo.

DIÁRIO DO SERTÃO

CARGA DE FRIOS

VÍDEO: Motorista de caminhão saqueado em Pombal ficou como refém dos bandidos por quase 24 horas

SAÚDE EM PAUTA

VÍDEO: Aumento de casos de tuberculose e abandono de tratamento gera preocupação na Paraíba, alerta SES

SANTIDADE E DEVOÇÃO

VÍDEO: Sacerdote diz que beatificação da Menina Benigna incentiva canonização do Pe. Rolim em Cajazeiras

CASO EM INVESTIGAÇÃO

VÍDEO: Bandidos saqueiam caminhão de frios em Pombal e abandonam veículo; motorista está desaparecido

Recomendado pelo Google: