header top bar

section content

Prefeito de Poço José de Moura reduz seu salário e de comissionados em até 20%

A crise financeira vivida pelos municípios brasileiros, tem levado as prefeituras a buscar meios para escapar a meios as dificuldades, sem trazer maiores conseqüências. O prefeito de Poço José de Moura, cidade, do interior do estado, distante 530 km da capital, buscou minimizar os problemas financeiros, evitando assim demissões em massa, reduzindo os salários dos […]

Por

21/09/2009 às 23h25

A crise financeira vivida pelos municípios brasileiros, tem levado as prefeituras a buscar meios para escapar a meios as dificuldades, sem trazer maiores conseqüências.

O prefeito de Poço José de Moura, cidade, do interior do estado, distante 530 km da capital, buscou minimizar os problemas financeiros, evitando assim demissões em massa, reduzindo os salários dos cargos comissionados e inclusive, as remunerações de prefeito e vice.

O Prefeito Manuel Alves Neto (Peixe Moura), determinou a redução de 10% para os servidores que ganham de R$ 600,00 a R$ 1.000,00 e 20% para os que ganham acima de R$ 1.000,00, até que as dificuldades financeiras passem, segundo Peixe Moura” é preferível que tenhamos redução nos salários, que efetuemos demissões, a nossa população precisa do trabalho, Poço José de Moura é um município pequeno e caso fizéssemos demissões a situação seria catastrófica” enfatizou.

A prefeitura de Poço José de Moura conta atualmente com 372 servidores entre efetivos, contratados e comissionados, sendo 227, efetivos, 89 cargos de confiança, 26 função de confiança e 23 Contratação por excepcional interesse público.

JOSELITO FEITOSA
Da Redação do Diário do Sertão

Tags:

Recomendado para você pelo google

EXCLUSIVO

Presidente reafirma proibição de arma na assembleia, fala da Operação Calvário e cortes de gabinetes

VÍDEO

Governador João Azevêdo fala sobre o afastamento político com Ricardo Coutinho e mudanças no Governo

TRAGÉDIA

VÍDEO E FOTOS: Delegado dá detalhes do grave acidente próximo a parque de vaquejada em Cajazeiras

ESPERANÇA

VÍDEO: Presidente da OAB declara que luta pela permanência da Vara do Trabalho de Cajazeiras não acabou