header top bar

section content

Carteiros de Cajazeiras denunciam falta de profissionais

Segundo Mendonça, líder sindical a agência de Cajazeiras tem apenas 6 carteiros, ficando um profissional para cada 10 mil habitantes, desproporcional as normas trabalhistas da categoria.

Por

17/09/2009 às 09h16

Os profissionais dos Correios e Telégrafos de Cajazeiras denunciaram mais uma vez a falta de carteiros para atender a demanda da cidade. Segundo Mendonça, líder sindical a agência de Cajazeiras tem apenas 6 carteiros, ficando 1 profissional para cada 10 mil habitantes, desproporcional as normas trabalhistas da categoria.

A categoria está reivindicando uma reposição salarial de 41,03%. A Federação Nacional dos Trabalhadores em Correios (Fentect) garante que o porcentual corresponde às perdas acumuladas desde agosto de 1994. Além disso, a reivindicação está no aumento linear de R$ 300 no piso salarial da categoria, atualmente em R$ 640.

Com a greve deflagrada nesta quarta-feira, dia 16, em que 580 carteiros cruzaram os braços na Paraíba, cerca de 3,5 toneladas de correspondências deixam de ser entregues, por dia, em todo o estado. E entre as diversas correspondências estão contas de água, luz, telefone, faturas de cartão de crédito e de outros tantos serviços pagos pelos cidadãos, cujas taxas chegam através da Empresa de Correios e Telégrafos.

JOSELITO FEITOSA
Da Redação do Diário do Sertão

Tags:

Recomendado para você pelo google

FICOU PRESO ÀS FERRAGENS

PRF conta detalhes do acidente que vitimou vendedor da Região de Cajazeiras e deixou mulher ferida

VÍDEO

Aliado do governador bate de frente com presidente da CDL e garante funcionamento do IPC em Cajazeiras

NOVOS RUMOS

VÍDEO: Em Patos, assembleia da Paraíba debate sustentabilidade e desenvolvimento regional no Sertão

SUCESSO

VÍDEO: Mensagem Empresarial mostra história de um dos maiores empresários e empreendedores de Cajazeiras