header top bar

section content

Prefeitura de Sousa negocia venda da folha dos servidores por R$ 3,5 milões

A prefeitura propôs um valor de 3,5 milhões de reais para que a Caixa Econômica possa assumir a folha de pagamento do funcionalismo, mas recebeu a contra proposta na ordem de 2 milhões.

Por

30/07/2009 às 23h09

A prefeitura de Sousa está negociando com a Caixa Econômica Federal a venda da folha de pagamento dos servidores do município. O prefeito Fábio Tyrone (PTB) esteve essa semana mantendo reuniões com a superintendência da CEF na Paraíba, para definir o valor que a instituição bancária irá dispor para coordenar as contas dos quase dois mil e oitocentos servidores municipais. 

Os funcionários da prefeitura de Sousa atualmente recebem os seus proventos na agência do Bradesco e a mudança do local do pagamento surgiu depois que o prefeito e vereadores, entraram em acordo sobre o pagamento dos salários de setembro, dezembro e décimo terceiro herdados do governo anterior. 

Segundo o que ficou acertado, o município pagaria os débitos anteriores com o resultado da venda da folha de pagamento para a rede bancária. Inicialmente a prefeitura de Sousa lançou uma proposta para o Bradesco, com o objetivo de reformar o contrato, em seguida abriu-se conversa com o Banco Real e com o Banco do Brasil, mas as coisas ficaram mais adiantadas depois de reunião com a gerência da Caixa Econômica Federal. 

A prefeitura de Sousa propôs um valor de 3,5 milhões de reais para que a Caixa Econômica possa assumir a folha de pagamento do funcionalismo, mas recebeu como contra proposta valores da ordem de 2 milhões de reais, oferta esta, que foi recusada pela edilidade.
Nas últimas horas a Caixa Econômica reabriu o diálogo e teria feito uma proposta financeira maior, o que reativou as conservações no sentido do fechamento do negócio. 

O Secretário de Finanças da Prefeitura de Sousa, Carlos Alberto de Freitas, disse que os salários atrasados deixados pelo governo do ex-prefeito Salomão Gadelha, somam mais de um milhão de duzentos mil reais. Com o resultado da venda da folha dos servidores, a prefeitura pretende quitar a rescisão contratual com o Bradesco e pagar de uma só vez os débitos em atraso. 

GEORGE WAGNER
Da Redação do Diário do Sertão

Tags:
AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Colunista comenta por que Rodrigo Maia se tornou o ‘queridinho’ de Bolsonaro e de deputados da PB