header top bar

section content

O futebol do nordeste pode ser protagonista nacionalmente?

O futebol do nordeste não tem grandes conquistas nacionais há bastante tempo. É possível isso mudar?

Por Assessoria

23/03/2021 às 07h21 • atualizado em 23/03/2021 às 07h22

Futebol do Nordeste (Fonte: Instagram)

Em 1988 foi a última vez que o título do campeonato brasileiro saiu do Sul e do Sudeste, chegando na Bahia para premiar o tricolor de Salvador. A Copa do Brasil, que é mais democrática, também não sai dessas duas regiões desde 2008, quando o Sport do Recife bateu o Corinthians.

Obviamente isso não é um simples acidente e gera uma pergunta: é possível que o futebol do nordeste seja protagonista e ao abrir um site de sport bet você veja uma equipe da região com as melhores odds para ser campeã da Copa do Brasil ou Brasileirão?

Está melhorando
É estranho falar isso depois de um começo de texto tão desanimador. Mas depois de um período interessante no fim dos anos 2000, o futebol do nordeste caiu em desgraça. Entretanto, nas últimas temporadas houve uma reviravolta.

O Bahia, apesar da péssima campanha em 2020, se firmou como um clube médio e com aspirações de crescimento na elite do Campeonato Brasileiro, para onde voltou em 2016.

O Fortaleza com Rogério Ceni subiu de patamar rapidamente e hoje também tem forças na Série A, assim como seu arquirrival Ceará, que fez excelente campanha com Guto Ferreira em 2020 e chegou a sonhar com vaga na Libertadores. Não deu, mas quem sabe nos próximos anos.

A razão para esses três clubes estarem onde estão é a organização. Ambos fizeram a lição de casa e têm saúde financeira melhor que muitos grandes do Sul e Sudeste. A criação de uma boa estrutura física e a manutenção na Série A irão gerar receitas que permitirão voos mais altos.

Por fim, é preciso citar o Sport. O tradicional clube começou o ano de 2020 de forma péssima e era candidato ao rebaixamento, mas conseguiu se salvar com um bom trabalho de Jair Ventura. O time da Ilha do Retiro sofre com má gestão do dinheiro e por isso cada ano é de sobrevivência. Isso precisa mudar.

É possível sonhar
Com o poderio financeiro de Flamengo e Palmeiras em especial, tirar títulos deles será cada vez mais difícil. Só ver o ano de 2020, com o rubro-negro sendo campeão brasileiro e o Verdão da Libertadores e Copa do Brasil.

Mas o futebol é jogado no campo e vemos excelentes campanhas feitas por outros times. O Athletico, por exemplo, ganhou Copa do Brasil e Copa Sul-Americana em um período de dois anos. O Internacional de Porto Alegre, sem contar com grandes estrelas, por pouco não foi campeão brasileiro. E o Santos, com uma base destacável e Marinho, velho conhecido do Ceará, quase ganhou a Libertadores da América.

A Chapecoense também é um exemplo a ser citado. O time estava na final da Copa Sul-Americana quando aconteceu a tragédia do acidente. No ano seguinte, mesmo com toda a dor e reconstrução, conseguiu vaga para a Libertadores. Antes até de pensar em título brasileiro ou da Copa do Brasil, a volta à disputa da Libertadores ou um título da Sul-Americana pode trazer recursos para voos mais altos.

O segredo no futebol atual é sempre se manter competitivo, com as contas em dia e com planejamento. Assim é possível ficar na disputa de títulos e uma hora ser agraciado. Equipes que gastam demais e contraem dívidas veem essa conta chegar com juros e correção monetária e precisam voltar diversas casas. Só ver o Cruzeiro atualmente.

SEM ORGANIZAÇÃO

VÍDEO: “É um absurdo”, diz mulher ao relatar aglomeração em ponto de vacinação em Cajazeiras

DENÚNCIA GRAVE

VÍDEO: “A maldade está nos médicos”, diz procurador do MPPB sobre falta de atendimento na pandemia

SÍTIOS DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Colunista diz que campanha para alargar estradas vicinais depende da sensibilidade popular

ATENÇÃO REDOBRADA

VÍDEO: Secretário Executivo de Saúde da Paraíba fala sobre aumento de casos de Covid-19 em jovens

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!