header top bar

section content

VÍDEO: AC3 se mobiliza com Prefeitura e construtora para inaugurar museu de Cajazeiras no dia da cidade

De acordo com Josias Farias, diretor de políticas públicas da AC3, 50% da renda do Baile do Reencontro deste ano serão destinados para a construção do museu

Por Jocivan Pinheiro

03/08/2017 às 16h59 • atualizado em 03/08/2017 às 17h01

A Associação dos Cajazeirenses e Cajazeirados do Ceará (AC3) pretende inaugurar o Memorial do Padre Rolim ainda neste ano, possivelmente no dia 23 de novembro, data em que se celebram o dia da emancipação política de Cajazeiras, de acordo com alguns historiadores.

Para isso, a associação está unindo forças com a iniciativa pública através da Prefeitura; com a iniciativa privada representada pela construtora C Rolim e com outras entidades de classe.

VEJA TAMBÉM: AC3 lança 15º Baile do Reencontro e apresenta frentes de trabalho para desenvolver Cajazeiras

Cajazeirenses e ‘cajazeirados’ no lançamento do 15º Baile do Reencontro

De acordo com Josias Farias, diretor de políticas públicas da AC3, 50% da renda do Baile do Reencontro deste ano serão destinados para a construção do museu. O restante vai para o projeto do Parque Linear do Açude Grande.

Já houve uma reunião entre a AC3, a Prefeitura e a construtora para avaliar a possibilidade de inaugurar o museu no dia 23 de novembro. Segundo Josias, o interesse dos envolvidos é grande.

Além do museu e do parque linear, a AC3 está engajada em mais duas frentes de luta: a construção do novo Hospital Universitário e a implantação de linhas aéreas comerciais no aeroporto.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”