header top bar

section content

Petrobras deve anunciar ainda neste ano redução no preço da gasolina

A intenção é anunciar a medida junto com uma nova política de preços para os combustíveis, cujo critério será o alinhamento do preço praticado no Brasil com os do mercado internacional.

Por Priscila Belmont

21/09/2016 às 09h46

Preço da gasolina sobe pela 2ª semana seguida, para maior valor no ano (Foto: Nelsina Vitorino)

A Petrobras deve anunciar até o fim do ano uma redução no preço da gasolina. Segundo apurou João Borges, editor de economia da GloboNews, a redução do preço está em estudo na companhia.

A intenção é anunciar a medida junto com uma nova política de preços para os combustíveis, cujo critério será o alinhamento do preço praticado no Brasil com os do mercado internacional.

Atualmente, a gasolina comercializada no Brasil está até 30% mais cara que na média dos preços no exterior, de acordo com cálculos de economistas que acompanham esse mercado.

O último aumento nos preços dos combustíveis nas refinarias foi anunciado em setembro do ano passado: 6% para a gasolina e 4% para o diesel.

Desde então, a Petrobras vem obtendo elevada margem de lucro com a venda de combustíveis, permitindo à empresa recuperar parte das perdas que teve no período em que o governo a obrigou a manter os preços artificialmente represados.

Política de preços
A nova política de preços para os combustíveis está sendo preparada pela diretoria da Petrobras. O princípio será a paridade com os preços internacionais.

Se essa política for de fato adotada, os preços passarão a flutuar, para baixo ou para cima, de acordo com a variação do dólar e com a cotação do petróleo no mercado internacional.

A política de preços para os combustíveis que está em estudo na Petrobras se propõe a ser transparente. A intenção é atrair parcerias para investimentos no refino de petróleo, hoje praticamente um monopólio estatal.

Essas parcerias poderiam envolver tanto as refinarias já em operação quanto os projetos ainda não concluídos.

Com uma política de preços transparente e investidores privados em parceria, a direção da Petrobras acredita que não haveria mais espaço para manipulação de preços pelo governo – os preços passariam a ser regulados exclusivamente pelo mercado.

G1

DIREITO

VÍDEO: Após ação da OAB-PB, TJPB desiste de desinstalar 3ª Vara da Comarca de Cajazeiras, diz advogado

FATALIDADE

VÍDEO: Acidente entre carro e moto atinge homem que trabalhava às margens da estrada, no Cariri cearense

IMPACTOS DIRETOS

VÍDEO: Censura Livre promove debate acalorado sobre os impactos dos decretos no comércio do Alto Sertão

POSSÍVEL AGLOMERAÇÃO

VÍDEO: Ministério Público pode multar padre do Vale do Piancó por realizar bingo com presença de pessoas

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!