header top bar

section content

Aluno de escola pública do Sertão é aprovado em 1º lugar e vai estudar no Canadá. VEJA!

"Eu não imaginava que ficaria em primeiro lugar, mas quando eu vi o [arquivo] PDF, eu saí pulando pela casa", contou o estudante

Por Luzia de Sousa

19/07/2016 às 08h40 • atualizado em 19/07/2016 às 08h42

Estudante comemora aprovação no intercâmbio

Um estudante de 15 anos da cidade de Várzea, no Sertão da Paraíba, foi aprovado em primeiro lugar para fazer intercâmbio no Canadá. José Venâncio mora no Sítio São Jorge e cursa o segundo ano do Ensino Médio na Escola Municipal Odilon de Figueiredo. Ele, que se divide entre os estudos e os cuidados com os animais, para ajudar a renda da família, concorreu à viagem pelo projeto Giramundo, realizado nas regionais de ensino do Estado.

“Eu não imaginava que ficaria em primeiro lugar, mas quando eu vi o [arquivo] PDF, eu saí pulando pela casa, com meu pai, minha mãe, os três chorando de alegria. Meu pai ligou para todo mundo, mãe também”, contou José Venâncio.

Para ter a chance de viajar, são levadas em conta as notas de três disciplinas, além do inglês. José passou quatro meses estudando o idioma sozinho em casa, por meio de um site gratuito de ensino na internet. Aprovado com 155 pontos na avaliação do idioma, de 180 possíveis, ele viaja em agosto para passar cinco meses no país da América do Norte.

“Eu nem consigo acreditar praticamente porque é uma experiência nunca vista aqui, pelo menos em Várzea. É um feito inédito”, disse o estudante.

DIÁRIO DO SERTÃO com Jornal da Paraíba

Recomendado para você pelo google

RELAÇÃO COM EMPRESÁRIOS

VÍDEO: Prefeito de Cajazeiras não descarta fazer uma reforma tributária e manda recado para ‘algozes’

SERVIÇO MILITAR

VÍDEO: Quase 100 novos atiradores são incorporados ao Tiro de Guerra de Cajazeiras durante solenidade

TRIMESTRE CHUVOSO

VÍDEO: Açude Grande de Cajazeiras sangra pela primeira vez em 2019 e traz esperança para a população

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras