header top bar

section content

OPORTUNIDADE: Ministério Público do Trabalho ofertará curso gratuito para conselheiros tutelares

O curso abrirá inscrições em outubro e participantes receberão certificação

Por Redação Diário

29/09/2017 às 15h44 • atualizado em 29/09/2017 às 15h46

O Ministério Público do Trabalho (MPT) vai oferecer um curso gratuito para capacitar conselheiros tutelares e outras pessoas que integram a rede de proteção à infância em todo o País.

Segundo a procuradora do Trabalho Edlene Lins Felizardo, o curso será no formato de videoaulas. “É uma nova plataforma de treinamento a distância. O curso foi formatado e pensado pelo MPT, pela Coordinfância e tenta nivelar os conselheiros tutelares do Brasil inteiro. O curso consta de 20 vídeos, com participação de artistas como Malu Mader, lendo cartas de adolescentes, e de pessoas que estão à frente do combate ao trabalho infantil, informando sobre a legislação de forma objetiva e fácil. É bem interativo”, explicou.

Ela explicou ainda que, ao final do curso, o participante receberá uma certificação. “Após assistir aos vídeos, os conselheiros vão preencher um questionário para que, posteriormente, sejam certificados”, acrescentou a procuradora.

Lançamento em outubro. Segundo a procuradora Edlene Lins Felizardo, o lançamento oficial do curso em todo o Brasil será realizado no dia 30 de outubro e o término em 30 de novembro. O curso estará disponível para todo o Brasil no endereço: www.ead.mpt.mp.br. O interessado poderá acessar pelo tablet, notebook ou pelo smartphone.

No dia 4 de dezembro, será o encerramento para fazer a certificação do curso”, informou. Ela enfatizou que o curso é voltado não só a conselheiros tutelares, mas a toda rede de proteção à criança e ao adolescente, como integrantes dos CRAS e dos CREAS.

“A Coordinfância (Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente) elegeu como uma de suas estratégias fazer parcerias com entidades públicas e privadas que têm o mesmo objetivo de erradicação do trabalho infantil e da proteção do trabalhador adolescente. O MPT quer envolver todos os parceiros e órgãos de defesa da criança”, ressaltou.

Mais informações serão disponibilizadas, a partir da próxima semana, no site http://www.prt13.mpt.mp.br.

PORTAL DIÁRIO com Ascom / MPT-PB

Recomendado para você pelo google

ESTELIONATO

VÍDEO: Após dois golpes em banco de Cajazeiras, advogado mostra como vítimas devem buscar seus direitos

FIQUE POR DENTRO

Radialista sousense fala das condenações de ex-prefeitos e visita da PF na casa de empresário no Sertão

6ª EDIÇÃO DO EVENTO

VÍDEO: Mesa Redonda da Faculdade Santa Maria discute direitos e diversidade humana; veja como participar

VÍDEO

Chico Mendes diz que pode dividir palanque com Cleide e dispara: “Tô pronto para disputar com Paula”