header top bar

string(11) "show-diario"

section content

VÍDEO: Para não extinguir Baile do Reencontro, AC3 oferece o evento para empresa de mídia de Cajazeiras

Uma das festas mais tradicionais de Cajazeiras poderá mudar de nome ainda neste ano

Por Jocivan Pinheiro

05/07/2018 às 19h48 • atualizado em 06/07/2018 às 11h43

Uma das festas mais tradicionais de Cajazeiras, o Baile do Reencontro, que está na 16ª edição, deixará de ser organizado pela AC3 (Associação dos Cajazeirenses e Cajazeirados do Estado do Ceará) e poderá mudar de nome ainda neste ano. O anúncio foi feito pelo diretor de Políticas Públicas da AC3, Josias Farias.

Farias explicou que os membros da diretoria da associação estão sobrecarregados por outras obrigações profissionais e também precisam cuidar da saúde. Segundo ele, pelo menos dois membros passaram por cirurgias delicadas recentemente.

“Anualmente a gente faz essa avaliação por estar consumindo muito da gente. Claro que é uma responsabilidade grande e há a dificuldade da nossa presença física em Cajazeiras devido à distância [os membros moram em Fortaleza]. E esse ano aconteceu uma série de fatores que agravou a situação. Acumulou trabalho e ocorreram até problemas de saúde”, justificou.

VEJA MAISBaile do Reencontro fecha programação do aniversário de Cajazeiras com dois shows

Para que o Baile do Reencontro não seja extinto, a diretoria fez propostas à iniciativa privada a fim de que ela assuma a organização. A T Mídia se interessou, mas deverá trocar o nome do evento.

“Nós estimulamos outras entidades a prosseguirem com bailes semelhantes porque pra gente é um problema sério de consciência morrer a ideia”, frisou Josias Farias.

REPERCUSSÃO 

Após a publicação desta matéria e consequentemente intensa repercussão, o diretor de políticas públicas da Associação dos Cajazeirenses e Cajazeirados do Ceará(AC3), Josias Farias se pronunciou para esclarecer ainda mais os fatos que impedem a realização do Baile do Reencontro pela entidade. Leia nota oficial abaixo.

COMUNICADO 

Esperamos que haja uma compreensão dos parceiros, colaboradores e Cajazeirenses e Cajazeirados como um todo, diante de uma decisão amadurecida com profundidade ao longo do tempo por parte de todos nós que compomos a AC3. Adicionalmente, a consciência de que o próximo evento, embora similar, inclusive com outro nome, não contará com a nossa participação. Por questões atípicas ocorridas neste ano, em 2019 poderemos fazer outra avaliação a respeito. Muito bem fechado o Vídeo em apreço, expressando a nossa firme disposição na intensificação de apoios, agora com um pouco mais de tempo, com foco nas lutas coletivas dos Cajazeirenses e Cajazeirados por Projetos Estruturantes, de forma harmônica com todos os segmentos do município. Neste sentido, mantermos a nossa fidelidade aos princípios estabelecidos no Estatuto da AC3: Gestão Compartilhada, Profissionalismo, Transparência e Caráter Plural Suprapartidário.

Atenciosamente,

Josias Farias Neto (Diretor de Políticas Públicas da AC3)-Cajazeiras em 06 de Julho de 2018. 

SHOW DIÁRIO

PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores

PLANOS E METAS

VÍDEO: Cantor explica como pretende administrar o Atlético e declara que o problema do clube é político

CAMPEONATO PARAIBANO 2019

VÍDEO: Após vistoria técnica, representantes da CBF elogiam o estádio Perpetão: “É um dos melhores”

A ARTE DO CORPO

VÍDEO: Bailarino que dá aula de dança em Cajazeiras fala da sua trajetória e de projetos para a cidade