header top bar

section content

Refrigerante diet é ruim para você e aqui está como ele pode destruir sua saúde. Veja!

O refrigerante dietético está ligado a danos metabólicos, doenças cardíacas, ganho de peso e outros problemas de saúde.

Por Cura pela Natureza

14/11/2018 às 09h09 • atualizado em 14/11/2018 às 09h10

Os perigos do refrigerante Diet

Já ouviu falar que refrigerante diet é mais saudável que o refri comum? Isso é um mito.

Susan E. Swithers, PhD, professora de ciências psicológicas e neurocientista comportamental na Universidade de Purdue (Indiana, EUA), faz um alerta para deixarmos de beber refrigerante, qualquer que seja o tipo.

Isso porque essa bebida é cheia de corantes e outras toxinas.

Ao mesmo tempo que a indústria alimentícia fornece essas “bombas” cheias de substâncias químicas, o setor de saúde pública procura combater o aumento de obesidade e doenças crônicas.

Por isso recomenda excluir muitos alimentos da dieta.

No entanto, o refrigerante diet nunca está na lista dos piores alimentos.

Há até quem acredite que eles sejam saudáveis.

Mas não é nada disso.

Quem bebe esse refrigerante acaba tendo mais forme.

Isso porque os adoçantes artificiais parecem confundir a capacidade natural do corpo de controlar as calorias com base na degustação de algo doce.

Por isso, as pessoas que consomem adoçantes artificiais têm duas vezes mais chances de desenvolver a síndrome metabólica.

Mas este é apenas um dos males.

Confira os outros:

1. Depressão

Beber mais de quatro latas por dia de refrigerante está ligado a um risco 30% maior de depressão.

E, acredite, refrigerante diet esse risco é ainda maior do que o normal.

2. Danos nos rins

Pesquisadores de Harvard descobriram que o consumo prolongado de refrigerante dietético causa uma redução de 30% na função renal.

O estudo analisou pessoas que consumiram regularmente refrigerante dietético durante 20 anos.

3. Diabetes tipo 2 e síndrome metabólica

Um estudo de 2009 publicado na revista Diabetes Care descobriu que beber refrigerante diet diariamente está ligado a um risco 36% maior de síndrome metabólica e a um risco 67% maior de diabetes tipo 2 em comparação com quem bebe refrigerante não dietético.

De fato, os adoçantes artificiais podem interferir na conexão cérebro-intestino.

Isso pode causar desequilíbrios metabólicos.

Os pesquisadores do Instituto Weizmann de Ciência em Israel ficaram surpresos quando descobriram que o refrigerante diet realmente altera os micróbios do intestino de uma maneira que aumenta o risco de doenças metabólicas.

Quando pesquisadores alimentaram ratos com adoçantes encontrados nessas bebidas, incluindo sacarina, aspartame e sucralose, eles perceberam que os animais desenvolveram intolerância à glicose.

4. Doença cardiovascular

Pesquisadores da Universidade de Miami e da Universidade de Columbia acompanharam mais de 2.000 adultos por dez anos e descobriram que aqueles que bebiam refrigerante diet diariamente tinham maior probabilidade de sofrer um derrame ou um ataque cardíaco.

Esse aumento de risco permaneceu até mesmo quando os voluntários deixaram o tabagismo, começaram a praticar exercício regularmente, perderam peso, diminuíram a ingestão de sódio e reduziram o colesterol alto.

5. Problemas respiratórios

O consumo de refrigerante, incluindo refrigerante dietético, aumenta o risco de desenvolver sintomas de asma e doença pulmonar obstrutiva (DPOC).

Quanto mais refrigerante uma pessoa beber, maior o risco.

Um estudo australiano descobriu que 13,3% dos participantes entrevistados com asma e 15,6% daqueles com DPOC bebiam mais de duas xícaras de refrigerante por dia.

6. Destruição do cérebro

O aspartame, um adoçante artificial comum em refrigerantes diet, destrói o sistema de defesa antioxidante do cérebro.

Isso foi descoberto através de estudos realizados em animais.

O aspartame também está ligado a:

– Enxaquecas e dores de cabeça

– Depressão

– Ansiedade

– Perda de memória de curto prazo

– Esclerose múltipla

– Fibromialgia

– Perda de audição

– Ganho de peso

– Fadiga

– Tumores cerebrais

– Epilepsia

– Síndrome da fadiga crônica

– Defeitos de nascença

– Doença de Alzheimer

– Linfoma

– Diabetes

– Artrite (incluindo reumatoide)

– Sensibilidades químicas

– TDAH

– Parkinson

Resumindo: o refrigerante diet não é uma alternativa mais saudável do que o refrigerante adoçado com açúcar.

Ele também não ajuda na perda de peso, como muitos defendem.

O refrigerante dietético está ligado a danos metabólicos, doenças cardíacas, ganho de peso e outros problemas de saúde.

Se você gosta de bebidas gasosas, considere uma opção muito mais saudável: o kombucha.

Fonte: Cura pela Natureza - https://www.curapelanatureza.com.br/post/11/2018/refrigerante-diet-e-ruim-para-voce-aqui-esta-como-ele-pode-destruir-sua-saude

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ciro diz que Ricardo ‘prejudicou-se na sucessão’, mas elogia Azevêdo: “Seria uma honra no PDT”

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras diz que “pobreza se avoluma cada vez mais nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’