header top bar

section content

Mais de 40 mil participam da abertura do São João de Sousa; Victor e Léo fizeram o show

De acordo com dados da Polícia Militar, mais de 40 mil pessoas estiveram na primeira noite de “São João” em Sousa. Primeira noite de festa teve Victor e Léo

Por

20/06/2014 às 17h27

Foi aberto nesta quinta-feira (19) o “São João de Todos” na cidade de Sousa. Na ocasião, o prefeito André Gadelha (PMDB) falou de sua batalha para conseguir realizar o evento. “Com Deus na frente, sempre conseguimos”, disse.

De acordo com dados da Polícia Militar, mais de 40 mil pessoas estiveram na primeira noite de “São João” em Sousa que teve a presença da dupla Victor e Léo, além de Netinho Lins & Forró da Canxa, Banda Zazuêta e Spido Rei  no Palco Cultura.

“Sousa aguardava por essa festa. É uma alegria proporcionar esse evento no meu segundo ano de gestão”, disse o prefeito de Sousa.

A primeira noite de festa contou com a dupla Victor e Léo como atração principal.

Confira abaixo a programação oficial

Dia 19
Victor e Léo
Netinho Lins & Forró da Canxa
Banda Zazuêta
Spido Rei (Palco Cultural)

Dia 20
Luan Estilizado
Bonde do Brasil
Ary Lacerda
Danado de Bom (Palco Cultural)

Dia 21
Vicente Nery
Ramon Schnayder
Judimar Dias
Forró Quente e Suado (Palco Cutural)

Dia 22
Gabriel Diniz
Yegor Gomes
Forró Zueira
Wilson e Messias (Palco Cultural)

Dia 23
Rita de Cássia
Iohannes
Gilson e Mania
Os Garotos
Léo cantor (Palco Cultural).

Mais fotos – CLIQUE AQUI!

Veja reportagem da primeira noite com a presença de Victor e Léo.

DIÁRIO DO SERTÃO com fotos de João Fábio

Tags:

Recomendado para você pelo google

SESSÃO NA CÂMARA

VÍDEO: Em Cajazeiras, coordenador de Diversidade Religiosa na PB fala sobre diálogo e busca por respeito

ASSASSSINATO

VÍDEO! Delegado fala sobre o crime de homicídio que vitimou professor de karatê em Sousa

SEM POLÍTICAS PÚBLICAS

VÍDEO – Líder lamenta ‘desprezo’ dos governos e ‘extinção’ da cultura dos ciganos na cidade de Sousa

VÍDEO

SERTÃO: Empresário sugere vaquinha para “salvar” feira de negócios após prefeitura negar apoio