header top bar

section content

Modelo é demitida após trabalhar menstruada e sujar roupa de sangue

Ela trabalhava recepcionando convidados em uma feira de automóveis e deixou de receber R$ 16 mil

Por Priscila Belmont

03/06/2017 às 08h00 • atualizado em 03/06/2017 às 02h11

Rachel ressalta que comunicou a situação à responsável pelas modelos no evento, mas que a chefe a mandou ir para casa.

A modelo americana Rachel Rickert, de 27 anos, acabou demitida após ficar com a roupa suja de sangue enquanto trabalhava recepcionando convidados em uma feira de automóveis, a New York International Auto Show, nos Estados Unidos.

Era para ser só mais um dia de trabalho, até que o imprevisto aconteceu. Segundo Rachel, por conta do período menstrual, a roupa acabou manchada de sangue. Ela alega ter sido mandada embora por ter ficado menstruada na feira e decidiu processar a empresa para a qual prestava serviços, a Hyundai.

De acordo com entrevista da modelo ao jornal americano NY Post, ela passou três horas de pé, ao redor de muitos clientes, antes que pudesse ter uma pausa para ir ao banheiro. Por isso, não chegou a tempo para trocar o absorvente íntimo.

Rachel ressalta que comunicou a situação à responsável pelas modelos no evento, mas que a chefe a mandou ir para casa. Horas depois, descobriu que não precisava mais voltar. Ela deixou de receber o equivalente a R$ 16 mil pelo serviço.

O caso repercutiu nos jornais americanos. Segundo o NY Post, a empresa que contratou as modelos recusou-se a comentar o assunto. Já um porta-voz da Hyundai se pronunciou: “Levamos qualquer tipo de queixa a sério e nos pronunciaremos adequadamente após investigar o caso cuidadosamente”.

Metrópoles

MÊS ESPECIAL

VÍDEO: Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Cajazeiras encerra festa neste sábado com mensagem de paz

ANTAGONISMO

Bolsonaro x Haddad: plano de privatização do ensino contra gestão que abriu 126 universidades, diz padre

VÍDEO & FOTOS

DIA DAS CRIANÇAS: Atividades e festa resgatam o prazer de brincar em alunos de escola de Cajazeiras

MORTO HÁ DOIS ANOS

VÍDEO: Filha conta detalhes do assassinato de comerciante sousense e se emociona: “Sou Damião Malvino”