header top bar

section content

Invicto como mandante, São Paulo enfrenta Palmeiras embalado com melhor campanha do returno

Ao lado do Inter, o Tricolor Paulista tem o desafio de manter o retrospecto sem derrotas como mandante no Brasileiro diante do líder, que não perde há mais de dois meses no campeonato

Por GE

05/10/2018 às 08h22

Rodolpho Toski Marques teve trabalho no primeiro turno: apitou 44 faltas e distribuiu oito cartões (Foto: Marcos Ribolli)

Na briga pela liderança do Campeonato Brasileiro, o São Paulo recebe o Palmeiras neste sábado, no Morumbi, às 18h (de Brasília). O Espião Estatístico* analisou o clássico decisivo do final de semana e trouxe alguns números dos times na competição.

Sem perder em casa neste Brasileirão, o Tricolor Paulista é o quarto melhor mandante, com nove vitórias e quatro empates – 79,4% de aproveitamento. Porém, o confronto é contra o melhor visitante e também o time de melhor campanha do segundo turno – seis vitórias e dois empates. O São Paulo é apenas o 11º no returno. Vale destacar ainda que o Palmeiras não perde no Campeonato Brasileiro desde o fim de julho – última derrota foi para o Fluminense, na 15ª rodada.

Para impor a primeira derrota de Felipão neste Brasileirão, o São Paulo tem o jogador mais eficiente do campeonato para ajudar nesta missão: Diego Souza. O centroavante tem 10 gols em 40 finalizações. Ou seja, precisa de apenas quatro tentativas para colocar a redonda no fundo do gol. A precisão é refletida também no time. Os comandados de Aguirre marcam um gol a cada 7,8 tentativas – melhor marca da competição. O Palmeiras, porém, não fica atrás. É o terceiro melhor: balança a rede a cada 8,3 conclusões.

Apesar de finalizar pouco – o São Paulo é quarto time com menos conclusões, o Tricolor tem o terceiro melhor ataque do Brasileirão. Artilheiro do time com 10 gols, Diego Souza ainda deu três assistências e tem participação direta em 33% dos gols da equipe na competição. Pelo lado Alviverde, o destaque vai para Dudu, maior garçom do Campeonato Brasileiro, com oito passes para gol. O camisa 7 participou diretamente de 29% dos 41 gols do Palmeiras – segundo melhor ataque, atrás apenas do Atlético-MG (47 gols).

Clássico quente?
Um outro quesito pode apimentar o clássico paulista: o número de faltas e cartões. Isso porque ambos os times têm um retrospecto de indisciplina no Brasileirão. O Palmeiras é o segundo time com mais faltas: 478, perde apenas para o Vitória, com 483. O São Paulo vem logo atrás, em quarto, com 453 faltas cometidas.

Quando analisados os times com mais cartões, o Palmeiras aparece na vice-liderança da indesejada lista, com 80 amarelos – atrás apenas do Vitória, com 83. O São Paulo é o quinto, empatado com o Internacional, com 71 amarelos cada.

Wilton Pereira Sampaio é o árbitro escolhido para o duelo no Morumbi. No primeiro turno, Rodolpho Toski Marques apitou e teve trabalho: foram 44 faltas e oito cartões amarelos.

Fonte: https://sportv.globo.com/site/programas/troca-de-passes/noticia/invicto-como-mandante-sao-paulo-enfrenta-palmeiras-embalado-com-melhor-campanha-do-returno.ghtml

QUARTO EPISÓDIO

Em homenagem ao Dia das Crianças, programa Coisas de Cajazeiras entrevistou uma turma esperta e antenada

EMOÇÃO E REVOLTA

VÍDEO: Após um ano e três meses, Victória Albuquerque é sepultada sob lágrimas e protestos em Cajazeiras

CRISE?

VÍDEO: Empresário afirma que tem vagas de emprego em Cajazeiras, mas faltam profissionais capacitados

DIRETO AO PONTO

Eleitos em Cajazeiras devem se comprometer com aeródromo, estrada de Boqueirão e hospital, diz colunista