header top bar

section content

Hamilton diz que queria ser como Senna e que nunca pensou em perseguir recorde de Schumacher

Para o britânico, agora não é hora de fazer mudanças em sua tática.

Por Angela Moore / Extra

18/10/2018 às 08h27

Lewis Hamilton na Fórmula 1 (Foto: Getty Images)

Lewis Hamilton se aproximará do recorde de Michael Schumacher se conquistar o quinto título mundial da Fórmula 1 neste fim de semana em Austin, mas afirmou nesta quarta-feira que perseguir o alemão nunca foi parte de seu plano e que desejava ser como Ayrton Senna.

O piloto da Mercedes ficará a dois dos sete campeonatos de Schumacher, se marcar oito pontos a mais que seu rival da Ferrari, Sebastian Vettel, em Austin, no domingo.

Ainda assim, Hamilton disse que realizou sua ambição de vida em 2015, quando igualou o ídolo de infância Ayrton Senna, o tricampeão brasileiro que morreu em 1994, e que perseguir a marca de Schumacher nunca foi seu objetivo.

“Honestamente, esse nunca foi meu objetivo. Comecei com o objetivo de perseguir Ayrton Senna ou empatar com Ayrton Senna, que é meu … que é o cara que eu aspirava ser”, disse Hamilton à Reuters.

“E eu me igualei a ele há dois anos. Então, desde então, é como entrar em território desconhecido.”

“Então, eu quero dizer que as estatísticas de Michael são incríveis e ainda muito longe, mas eu estou aqui por algum tempo ainda, então eu vou continuar trabalhando duro e continuar tentando fazer o que eu faço e o que eu amo e vamos ver onde isso nos leva.”

Hamilton está com 67 pontos de vantagem sobre Vettel, restando três corridas e um máximo de 75 pontos depois do Texas, onde ele ganhou cinco das últimas seis corridas.

Para o britânico, agora não é hora de fazer mudanças em sua tática.

“A abordagem que tive até agora funcionou muito bem”, disse Hamilton. “Então, naturalmente, queremos vencer neste fim de semana. Com diligência e passando pelos mesmos passos em termos de levar o carro até onde ele precisa chegar no final de semana, sinto-me naturalmente relaxado e sei o que vou fazer.”

Hamilton já venceu nove corridas até agora nesta temporada e parece provável que termine o ano em dois dígitos de pontuação. Mesmo assim, ele considera que este ano tem sido mais difícil do que qualquer outro.

“Este ano foi o mais intenso, os carros mais rápidos, a exigência do lado do piloto fisicamente e mentalmente está em outro nível”, disse Hamilton.

“Temos lutado contra outra equipe que teve vantagem por uma grande parte da temporada. Então, coletivamente, como equipe, tivemos que ir além e entregar mais do que eles.”

Fonte: Angela Moore / Extra - https://extra.globo.com/esporte/hamilton-diz-que-queria-ser-como-senna-que-nunca-pensou-em-perseguir-recorde-de-schumacher-23163822.html

Recomendado para você pelo google

MAIS EDUCAÇÃO

VÍDEO: No 2º dia da Mostra de Conhecimentos do N. S. do Carmo, alunos se destacam em temáticas diversas

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: No Mês da Black Friday, concessionária Brazauto oferece preços e formas de pagamento especiais

VÍDEO

Vereador lamenta falta de doação ao Hospital Laureano e acusa prefeito de Pombal: “Virou as costas”

TROVÃO NO BRASILEIRÃO

VÍDEO: Prefeito se compromete a patrocinar o Atlético de Cajazeiras com R$ 20 mil mensais em 2020