header top bar

string(16) "diario-esportivo"

section content

Barça e Real fazem 1º clássico sem Messi e Cristiano Ronaldo desde 2007

Torcedores terão um sentimento de nostalgia quando a bola rolar neste domingo.

Por Luzia de Sousa

28/10/2018 às 09h32

Acostumados com a acirrada disputa entre Lionel Messi

Acostumados com a acirrada disputa entre Lionel Messi e Cristiano Ronaldo pelo posto de número 1 do futebol nos últimos anos, os torcedores de Barcelona e Real Madrid terão um sentimento de nostalgia quando a bola rolar neste domingo, às 12h15 (horário de Brasília), no Camp Nou, pela 10ª rodada do Campeonato Espanhol. Será o primeiro “El Clasico”, como é conhecido o jogo de maior rivalidade do país e, talvez do mundo, sem contar com pelo menos um dos dois craques em campo desde 2007.

Naquele longínquo 23 de dezembro, o Real Madrid não se dobrou aos 98.248 espectadores e levou a melhor jogando na casa do rival, com gol do brasileiro Julio Baptista. O time comandado pelo alemão Bernd Schuster, e que seria campeão nacional naquela temporada, foi a campo com: Casillas; Sergio Ramos (Torres), Pepe, Cannavaro e Heinze; Sneijder (Gago), Diarra e Julio Baptista; Raúl, Nistelrooy e Robinho (Robben).

Já a equipe catalã contou com: Victor Valdez; Puyol (Zambrotta), Rafael Márquez, Gabriel Milito e Abidal; Deco (Giovani dos Santos), Yaya Toure e Xavi (Bojan); Ronaldinho, Eto’o e Iniesta. O técnico era o holandês Frank Rijkaard. “Vínhamos jogando muitos anos sem o Real vencer no Camp Nou. Tive a felicidade de marcar um gol e foi um dia muito especial”, disse Julio Baptista em entrevista à Liga Espanhola.

Desde que começaram a monopolizar o clássico, Messi e Cristiano Ronaldo conseguiram números impressionantes. Fora de combate após sofrer uma fratura no osso radial do braço direito, o argentino jogou contra o time da capital espanhola em 38 oportunidades e ostenta o posto de maior artilheiro do duelo, com 26 gols marcados, e maior passador, com 13 assistências para gols. Já Cristiano Ronaldo, que rumou para a Itália nesta temporada para defender a Juventus, divide com Di Stéfano o lugar de maior goleador dos madrilenhos no confronto. Foram 18 gols e uma assistência dada pelo português em nove anos no clube.

Sem grandes sustos no Espanhol e com 100% de aproveitamento nas três primeiras rodadas da Liga dos Campeões, o Barça chega para o jogo com favoritismo. Rafinha deve ficar com a vaga de Messi, machucado, e formar o ataque com Coutinho e Suárez. A única turbulência no time foram as vaias ao técnico Ernesto Valverde por tirar Arthur de campo contra a Inter de Milão. “Ele está jogando bem e estamos contentes. Troquei por causa de uma pequena sobrecarga e não quis arriscar, tendo em conta o que vem por diante.”

O Real vive um dos piores momentos de sua história. Contratado às vésperas da Copa do Mundo, fato que causou sua dispensa da seleção antes mesmo do início do Mundial da Rússia, o técnico Julen Lopetegui deve ser demitido em caso de derrota por causa de um início desastroso de temporada. No Espanhol foram nove jogos, com quatro vitórias, dois empates e três derrotas.

A equipe sente a falta de seu antigo goleador, CR7. Na última rodada, Marcelo colocou fim a segunda maior seca da história do clube. Foram 481 minutos – 8 horas e um minuto – sem balançar as redes. Os atletas garantem estar com o chefe. “Mudanças de técnico nunca são boas. Lopetegui tem o apoio do plantel”, disse Sergio Ramos após derrota para o Levante. Marcelo afirmou que o grupo está com ele “até a morte”. Isco deu um basta aos questionamentos sobre CR7. “Não podemos estar sempre falando de quem não está. Não podemos chorar por quem não quis ficar.” Com informações do Estadão Conteúdo.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte/680244/barca-e-real-fazem-1-classico-sem-messi-e-cristiano-ronaldo-desde-2007

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco com professor de Português destaca as variações da nossa língua

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local