header top bar

string(16) "diario-esportivo"

section content

Treinador e atletas acusados por manipulação de resultados são punidos pelo Tribunal Desportivo

Envolvidos foram enquadrados no artigo 258 por assumir conduta contrária à ética desportiva

Por GE

31/10/2018 às 08h26 • atualizado em 31/10/2018 às 08h27

Claudemir Peixoto é um dos acusados por manipulação de resultados (Foto: Reprodução / TV TEM)

O Tribunal de Justiça Desportiva puniu, em sessão na última segunda-feira, um treinador e oito jogadores, que disputaram a Série A3 do Paulista pelo União Barbarense, acusados por manipulação de resultados. Eles foram enquadrados no artigo 258 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que diz respeito a “assumir conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”, que tem punição de um a seis jogos. A decisão cabe recurso.

Desse modo, o técnico Claudemir Peixoto, o zagueiro Magno e o atacante Wilker foram punidos com seis partidas; o lateral Alex Ferreira com quatro; e os goleiros Waldson e Thiago, os laterais-esquerdos Lincoln e Souza, e o atacante Rafael Magalhães com três.

Os envolvidos haviam sido absolvidos por unanimidade no artigo 243 parágrafo 1º que previa suspensão de 180 a 365 dias e multa de R$ 100 a R$ 100 mil por pagamento de promessa ou qualquer vantagem, mas o TJD aceitou o recurso do União Barbarense.

Em nota, a diretoria do clube de Santa Bárbara d’Oeste afirma que recebeu a sentença com sentimento de “satisfação e de justiça” e que aguarda por um desfecho de forma “lúcida e consciente” na esfera criminal – há investigação em curso na polícia civil.

– Acreditamos também que na esfera criminal haverá uma investigação mais aprofundada e que o desfecho seja o mais justo possível e que os culpados seja devidamente punidos – escreveu o União Barbarense.

Segundo a denúncia feita pela procuradoria do TJD, o técnico e os jogadores se organizaram com o objetivo de manipular resultados da equipe durante a Série A3 deste ano. O alerta teria sido feito por um empresário de jogadores, o que fez o clube iniciar investigações.

Relatórios produzidos pela empresa Sports Radar, responsável por monitorar indícios de manipulação no esporte, levantaram suspeitas sobre dois jogos do União Barbarense: na derrota por 3 a 0 para a Portuguesa Santista, em 24 de fevereiro, e empate com o Velo Clube (1 a 1), em 3 de março.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/sp/campinas-e-regiao/futebol/times/uniao-barbarense/noticia/treinador-e-atletas-acusados-por-manipulacao-de-resultados-sao-punidos-pelo-tribunal-desportivo.ghtml

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco com professor de Português destaca as variações da nossa língua

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local