header top bar

section content

Choque de ordem: Flamengo joga a toalha e avalia mudanças drásticas no perfil do elenco

Derrota para o Botafogo e mais um ano sem título de expressão revoltam alguns dirigentes. Há, no entanto, um clima de incerteza devido à eleição no clube em dezembro

Por GE

12/11/2018 às 08h25

Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Derrotas em clássicos geralmente têm um peso maior, mas, por tudo o que representa, o resultado contra o Botafogo causou revolta e tende a gerar mudanças drásticas no Flamengo. A cúpula do futebol avalia uma grande reformulação no elenco e em seu perfil para a próxima temporada. Cansou de ficar no quase. No entanto, há uma eleição pelo caminho em dezembro, o que só aumenta o clima de incerteza.

O discurso pós-jogo é que é difícil, mas ainda dá para tirar a diferença de sete pontos do Palmeiras. Internamente, no entanto, o sentimento era de inconformismo entre dirigentes. O Flamengo jogou a toalha e caminha para um fim de ano melancólico. A vaga na Libertadores, mais uma vez, é o que restou. E isso incomoda. Assim como o discurso de alguns atletas, muitas vezes conformista.

Mudanças no elenco… e em seu perfil

O diagnóstico é que o time falhou mais uma vez no momento de decisão. O elenco é desequilibrado e necessita de mudanças. Há tempos alvo de críticas da torcida, as laterais estão na reta e devem ser reforçadas.

Dorival segue em 2019? Como ficará a situação de Diego Alves? Diego terá o contrato renovado? Mudanças no futebol de uma temporada para outra são naturais, mas no Flamengo, especialmente pelas eleições de dezembro, o clima de incerteza está aflorado. A começar pelo treinador, que dificilmente emplacará 2019, independentemente do resultado do pleito do dia 8 de dezembro.

As mudanças, no entanto, não serão restritas ao comando técnico. Paquetá está de saída para o Milan, Marlos Moreno e Geuvânio ficam sem contrato a partir de dezembro. Lideranças antigas do elenco estão em xeque.

Capitão e camisa 10, respectivamente, Réver e Diego sofreram quedas acentuadas de rendimento na temporada. Os dois começam o ano com contrato – o meia até julho, e o zagueiro até dezembro. Afastado extraoficialmente por problemas com Dorival, Diego Alves não seguirá no Flamengo em caso de vitória da situação nas eleições, mesmo com a provável saída de Dorival.

Fonte: GE - https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/choque-de-ordem-flamengo-joga-a-toalha-e-avalia-mudancas-drasticas-no-perfil-do-elenco.ghtml

Recomendado para você pelo google

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Se reforma da Previdência não cortar privilégios, sociedade deve ‘gritar’ contra ela, diz padre

INFRAESTRUTURA

VÍDEO: Chuvas destroem ruas de Cajazeiras que não são pavimentadas e moradores cobram ação da Prefeitura

VETERANO DA MÚSICA

VÍDEO: Em Cajazeiras, cantor de renome nacional critica sertanejo universitário: “Virou uma baderna”

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’