header top bar

section content

Torcedores do River vivem nova frustração após outra final adiada contra o Boca

Milhares se deslocaram cedo ao Monumental de Núñez e deixaram estádio com cansaço estampado na cara, horas perdidas e dinheiro irrecuperável

Por GE

26/11/2018 às 08h18 • atualizado em 26/11/2018 às 08h19

Torcedores do River Plate nos arredores do Monumental (Foto: Victor Canedo)

O clima não chegava a ser como se o River Plate tivesse perdido o título no campo, é claro, mas o cansaço estava estampado na cara de muitos torcedores na saída do Monumental de Núñez neste domingo. A final contra o Boca Juniors foi adiada pela segunda vez consecutiva, e muitos se queixaram do que perderam ao longo dos dois dias.

O tempo foi umas das principais queixas. No sábado, os portões do estádio abriram como de costume quatro horas antes do horário programado para a bola rolar (18h de Brasília). O problema é que, com o ataque ao ônibus do Boca Juniors, a indefinição se alastrou até depois das 20h (de Brasília). Foram seis horas com torcedores dentro do Monumental buscando informações sob um sol forte da primavera argentina.

A Conmebol, então, anunciou que se jogaria hoje, no mesmo horário. A fim de evitar confusão, milhares se deslocaram ao estádio bem cedo e chegaram antes do anúncio de que a final havia sido novamente adiada. Não houve o menor cuidado com quem também faz parte do espetáculo.

– Sinceramente foi uma falta de respeito. Primeiro para com as pessoas, mas é o último que pensam. Termine como termine já está manchada a final. Não vai ser o mesmo. A sensação é de que tudo foi feito muito mal – disse Federico, que viajou 700 quilômetros de Córdoba ao lado do amigo Juan.

Os dois gastaram cada um US$ 500 (R$ 2 mil) no ingresso e ainda tiveram de arcar com um dia extra de alimentação e hospedagem. Ainda assim, tentavam manter a cabeça de pé com o bom humor.

– Tomara que possamos ainda desfrutar um pouco dessa final histórica. Estamos conscientes de que tudo se alinhou para que River e Boca jogassem e infelizmente isso aconteceu.

Um outro fã de futebol saiu de Barcelona especialmente para o jogo. Viajou na sexta e voltará na segunda pela manhã. Gastou R$ 1 mil no ingresso e mais passagem e hotel. Outro com o sentimento de frustração.

– Foi lamentável o que aconteceu. Nada justifica. Estou decepcionado.

A saída dos torcedores, pelo menos, foi tranquila, sem incidentes com a polícia, claramente melhor reforçada nos arredores do Monumental após a confusão de sábado.

Uma reunião na terça-feira em Assunção, no Paraguai, vai decidir o futuro da Libertadores 2018. Estarão presentes na sede da Conmebol o presidente da entidade, Alejandro Domínguez, e os de River Plate e Boca Juniors, Rodolfo D’Onofrio e Daniel Angelici, respectivamente.

O campeão sul-americano tem que ser conhecido a tempo de participar do Mundial de Clubes da Fifa, nos Emirados Árabes Unidos. A estreia será no dia 18 de dezembro, na semifinal.

Fonte: GE - https://globoesporte.globo.com/futebol/libertadores/noticia/torcedores-do-river-vivem-nova-frustracao-apos-outra-final-adiada-contra-o-boca.ghtml

VÍDEO

Jovem jornalista estreia programa na TV e conta tudo sobre o Atlético de Cajazeiras no Paraibano 2019

PRATICIDADE NA FISCALIZAÇÃO

VÍDEO: TCE-PB inaugura espaço digital público para ideias tecnológicas de controle dos atos públicos

GRUPOS SE ENFRENTAM NA 1ª FASE

VÍDEO: Dirigentes do Sertão comentam sorteio do Paraibano 2019. Atlético enfrentará o ‘grupo da morte’

ASSISTA!

Imagens de câmeras de segurança mostram assalto a comerciante em frente a banco na cidade de Patos