header top bar

section content

Ex-prefeito de cidade do Sertão tem direitos políticos suspensos por 04 anos, e multa de R$ 50 mil

O contador Aderaldo Serafim de Sousa, também deverá pagar a multa civil de R$ 30 mil, que serão ser revertidas para o fundo social.

Por Redação Diário

08/11/2019 às 15h09 • atualizado em 08/11/2019 às 15h40

Prefeitura de Santa Terezinha, Paraíba

A Justiça da Paraíba condenou nesta sexta-feira (8), José de Arimateia Nunes Camboim, ex-prefeito da cidade de Santa Terezinha, região de Patos, Sertão da Paraíba, por contração de serviços contábeis sem a realização de processo licitatório, incorrendo no crime de inexigibilidade de licitação.

Na condenação José Arimatéia, teve a suspensão dos direitos políticos por 04 anos, e multa civil de R$ 50 mil. Aderaldo Serafim de Sousa, que é contador, também deverá pagar a multa civil de R$ 30 mil, que serão ser revertidas para o fundo social.

Ao todo, o procedimento de inexigibilidade de licitação nº 01/2014, foi orçado no valor anual de R$ 79.680,00, em desacordo com a Lei 8666/93.

Segundo a decisão, a contratação de profissional em contabilidade pela Administração Pública direta está sujeita a realização de prévia licitação, implicando em nulidade a celebração de contrato mediante a modalidade de inexigibilidade, em que não ficaram comprovadas as características essenciais de exclusividade ou singularidade dos serviços profissionais, cujo ato resultou ainda em violar o princípio constitucional da
impessoalidade.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras alerta que “pobreza se avoluma cada vez nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’

NASCEU DE NOVO!

VÍDEO: condutor-socorrista do SAMU salva bebê que estava engasgado e sem respirar em Patos