header top bar

section content

CPI divulga dados que apontam Patos e Sousa entre as 5 cidades com maior número de feminicídios na PB

Os dados são oriundos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) que foi instalada em maio de 2019

Por Diário do Sertão com informações da ALPB

30/11/2021 às 12h13 • atualizado em 30/11/2021 às 12h18

Imagem ilustrativa.

As cidades de Patos e Sousa, no Sertão paraibano, aparecem entre os cinco município com o maior número de vítimas de feminicídio no estado da Paraíba. Os dados são oriundos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

João Pessoa, Campina Grande, Patos, Santa Rita e Sousa, concentram juntas, 33,5% dos casos de feminicídio no estado. Dos 176 crimes reportados, 44 ocorreram na Zona Rural.

VEJA TAMBÉM

VÍDEO: Polícia Civil prende homem que tentou matar esposa a facadas na zona rural de Cajazeiras

A CPI foi instalada com base em um requerimento da deputada Cida Ramos. (Foto: divulgação).

Uma reunião da CPI foi realizada nesta segunda-feira (29) para a apresentação do relatório final de trabalho. O parecer foi aprovado por unanimidade e o documento será encaminhado para votação em plenário nos próximos dias.

A CPI foi instalada em maio de 2019 com o objetivo de investigar o fenômeno no Estado e sugerir iniciativas para o enfrentamento desse tipo de crime. Teve como base o Requerimento 69/2019, de autoria da deputada Cida Ramos, que foi eleita presidente da Comissão, durante a sessão de instalação.

“Esse documento traz indicações ao seu enfrentamento, depoimentos de famílias vitimas de violência. Nós só podemos mudar essa situação quando elevarmos o valor da mulher nesse cenário. Temos que difundir esse trabalho de todas as formas possíveis, pois isso pode nos ajudar a enfrentar essa barbárie social que deve ser banida da Paraíba e do mundo”, disse a deputada Cida Ramos.

Segundo o relatório, desde o início até o dia de hoje, foram realizadas 17 sessões públicas, sendo seis presenciais, sete de forma remota e duas itinerantes, além de quatro visitas técnicas e inúmeras participações em ações dos movimentos sociais e entidades da sociedade civil que ajudaram a refletir sobre questões do tema.

O documento também aponta ações pontuais para potencializar a agilidade dos processos relacionados aos crimes contra a mulher.

Plano de Trabalho

Durante a reunião, a deputada Cida Ramos apresentou o plano de trabalho da Comissão, elencando objetivos, metodologia e cronologia que foram adotados. Dentre as prioridades de ações, a CPI, segundo ela, investigou os casos de feminicídio na Paraíba; relacionou o número de casos com as medidas protetivas aplicadas no estado; os casos investigados já sentenciados; e identificou se as mulheres vítimas de feminicídio receberam algum atendimento ou acompanhamento pela rede de proteção.

DIÁRIO DO SERTÃO

DESFALQUES

VÍDEO: Sem médico no posto do Cristo Rei, moradores são encaminhados para a Vila Nova, em Cajazeiras

PERIGO CONSTANTE

VÍDEO: Com chuvas, famílias temem deslizamentos de pedras gigantes no Morro do Cristo Rei em Cajazeiras

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

VÍDEO: Mulher é socorrida às pressas após ser espancada por um homem encapuzado, na região de Pombal

ALIANÇAS POLÍTICAS

VÍDEO: Dr. Zé Célio poderá apoiar Veneziano Vital e Inaldo Leitão em Sousa e região, diz radialista

Recomendado pelo Google: