header top bar

section content

Em João Pessoa, PMs e bombeiros fazem manifestação contra lei de proteção social da categoria

Desde a aprovação da lei na ALPB, a Polícia Militar vem fazendo manifestações em várias cidades da Paraíba

Por Redação Portal Diário

28/12/2021 às 22h12 • atualizado em 29/12/2021 às 08h42

Protestos da PM e Corpo de Bombeiros nesta terça-feira (28) em João Pessoa. (Foto: reprodução/Mais PB).

Policiais militares e bombeiros fizeram uma manifestação na tarde desta terça-feira (28) em João Pessoa. A classe protesta contra a aprovação da Lei de Proteção Social para categoria, a qual, segundo os militares, haverá diminuição dos proventos, bem como irá prejudicar na aposentadoria. O projeto de Lei já foi aprovado na Assembleia Legislativa e segundo o governador será sancionado.

A manifestação inciou na frente da sede do governo do estado e em seguida os manifestantes se dirigiram à Granja Santana, morada do gestor estadual.

VEJA TAMBÉM

VÍDEO: Governador diz que vai se reunir com policiais militares e nega perda de direitos com nova lei

Na frente da granja, os militares gritaram em forma de protesto contra a atitude dos deputados e do governador.

Desde a aprovação da lei na ALPB, a Polícia Militar vem fazendo manifestações em várias cidades da Paraíba.

GOVERNADOR

O governador por sua vez, falou nas redes sociais e disse que a lei que dispõe sobre o Sistema de Proteção Social dos Militares segue à risca a Lei Federal 13.954/2019, enviada pelo Presidente da República e aprovada no Congresso Nacional. O gestor disse ainda que cabe aos estados apenas a sua reprodução obrigatória.

“Portanto, é preciso deixar claro que quem mudou a sistemática de aposentadoria dos militares, proibindo que um policial militar se aposente com uma patente superior a que ele ocupava no momento da aposentadoria foi essa lei, no seu artigo 25. Vale lembrar que a própria lei proíbe os estados de editarem uma norma que contrarie a lei federal”, escreveu o gestor.

O executivo reforçou que está aberto ao diálogo e disse que vai receber as representações das categorias, no próximo dia 4 de janeiro, para discutir remuneração, subsídios, reajustes e pauta salarial.

PORTAL DIÁRIO

À DISPOSIÇÃO DA JUSTIÇA

VÍDEO: Comandante dá detalhes da prisão de suspeito detido na região de Sousa após assalto a carro-forte

DESABAFOU

VÍDEO: Professor fala sobre decepção por falta de apoio para instalar o Museu do Futebol em Cajazeiras

CRÍTICA

VÍDEO: Pastor de São João do Rio do Peixe cita exemplos de xenofobia e exalta qualidades do Sertão

LEMBRAR SEMPRE

VÍDEO: Médico que marcou a história da política do Rio Grande do Norte terá trajetória narrada em livro

Recomendado pelo Google: