header top bar

section content

Procurador pede afastamento de secretário e mais sete servidores da prefeitura de CZ citados na Andaime

O pedido foi feito em caráter liminar e poderá ser decidido a qualquer momento pelo juiz Federal e, se concedido, os servidores serão afastados.

Por Luzia de Sousa

12/05/2016 às 18h52 • atualizado em 12/05/2016 às 18h55

Tiago Misael, procurador federal do Ministério Público Federal (Foto: Charley Garrido)

O Procurador Federal da República Tiago Misael, com atuação no Ministério Público Federal com sede na cidade de Sousa, ajuizou uma Ação Cautelar Civil nessa quarta-feira (11), solicitando ao juiz da 8ª vara federal o afastamento das funções que exercem na Prefeitura Municipal de Cajazeiras, os servidores e agentes públicos envolvidos na Operação Andaime.

Segundo o blogueiro e advogado Adjamilton Pereira, os servidores citados são: o secretário de saúde Henry Witchael, o engenheiro Márcio Braga e mais seis pessoas que integram a Comissão Permanente de Licitação; Rogério Bezerra Rodrigues, José Ferreira Sobrinho, Adams Ricardo Pereira de Abreu, Joedna Maria de Abreu, Ítalo Damião Medeiros e Walter Nunes de Sousa.

VEJA MAIS

?MPF denuncia mais três empresários nas investigações da Operação Andaime; Eles são acusados de integrar organização criminosa com em Cajazeiras. Acompanhe!

?Matéria do Fantástico sobre a Operação Andaime esquentou o clima na Câmara de Cajazeiras

?Fantástico da Rede Globo volta a destacar escândalo Andaime e avisa: Estamos de olho

Tiago Misael alega que “os agentes, mesmo integrantes de organização criminosa em Cajazeiras, permaneceram desempenhando suas funções-chave na administração municipal, em setores sensíveis a operacionalização do lucrativo esquema de corrupção, quais sejam: setor de licitação, setor de engenharia (engenheiro fiscal) e ordenador de despesas do faustoso orçamento da saúde (Secretario de Saúde)”.

O Procurador Federal argumenta que a permanência dos servidores nos cargos, dispondo de toda a estrutura que empregaram em prol do suposto esquema criminoso, possibilita a reiteração das condutas e o mascaramento de provas importantes para o deslinde da ação de improbidade, que também foi ajuizada.

O pedido foi feito em caráter liminar e poderá ser decidido a qualquer momento pelo juiz da 8ª Vara Federal e, se concedido, nos termos requeridos pelo MPF os referidos agentes políticos e servidores serão afastados de quaisquer cargos que ocupem no município de Cajazeiras, sem prejuízo de vencimento para quem for funcionário efetivo.

DIÁRIO DO SERTÃO com Adjamilton Pereira

MUITO ESTRAGO

VÍDEOS: Chuva com vendaval causa destruição de prédios em Cajazeiras e Sousa e assusta moradores

DE 22 A 27 DE JANEIRO

VÍDEO: Teatro Ica completa 34 anos em Cajazeiras com extensa e diversificada programação cultural

DE 2017 PARA ESTE ANO

VÍDEO: São José de Piranhas tem aumento alarmante de homicídios em 2018; confira balanço da PM na região

VIXE!

VÍDEO: Vidente detalha futuro da imprensa de Cajazeiras e prevê mortes: “Não chega às festas juninas”