header top bar

section content

Pai é detido por agredir filho com correntes e pá em MT

Criança pulou o muro e fugiu de casa para procurar ajuda e denunciar as agressões. O pai foi detido pela polícia, mas deve responder em liberdade.

Por Priscila Belmont

31/05/2017 às 09h48

Criançou contou que era agredida com correntes, pedaço de madeira e uma pá de construção (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Um pedreiro de 46 anos, foi detido em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, suspeito de agredir o filho de 10 anos com uma pá de construção, correntes, chutes e socos. A ocorrência foi registrada na segunda-feira (29). A denúncia foi feita pelo Conselho Tutelar, depois que a criança pulou o muro de casa para fugir das agressões. O pedreiro foi liberado e deve responder em liberdade. O G1 não conseguiu contato com a defesa dele.

De acordo com a Polícia Militar, a criança pulou o muro de casa e procurou ajuda para fugir das agressões. Depois de sair, ele foi até uma loja de confecções e foi levado para o Conselho Tutelar.

Aos conselheiros, ele contou que é agredido pelo pai diariamente com pedaços de madeira, correntes e uma pá de construção. Além dos objetos, ele relatou que apanhava com chutes e socos.

“Ele chorava e o encontramos, estava muito triste, mas dormiu e se acalmou”, explicou a conselheira tutelar responsável pelo caso, Keila dos Santos. A mãe da criança, que mora em outro município e é divorciada, deve tomar conta da criança a partir de agora.

O pai da criança chegou a comparecer à delegacia, mas foi liberado após prestar depoimento.

“Apesar dos hematomas na criança, ele responderá a um termo circunstanciado de ocorrência, que investiga as infrações de menor pena e potencial ofensivo”, explicou o policial militar Cleverson Hanse.

G1

YOUTUBER DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Léo Abreu revela em quais profissões podemos encontrar psicopatas

ESPERANÇA NA POLÍTICA!

VÍDEO: Pastor evangélico fala sobre Bolsonaro: “Ele incorporou o que a sociedade acredita: a família”

ASSISTA!

Arquitetura, urbanismo e direitos humanos marcaram último episódio da temporada do Coisas de Cajazeiras

VÍDEO

Comemorando o dia dos Direitos Humanos, professor fala sobre os avanços da data no Diversidade em Foco