header top bar

section content

VÍDEO: Vereador do Sertão da Paraíba é preso acusado de vender equipamento de escolas do estado pela internet; Delegado detalha o caso

A denúncia foi feita à Polícia pela Gerência de Educação na semana passada dando conta que roteadores de escolas estaduais estão sendo comercializados.

Por Luzia de Sousa

12/07/2017 às 08h53 • atualizado em 12/07/2017 às 12h24

Duas pessoas foram presas no Sertão da Paraíba acusadas de vender pela internet materiais de informática do Governo da Paraíba. O caso aconteceu na cidade de São Mamede, na região de Patos.

A denúncia foi feita à Polícia Civil pela 6ª Gerência Regional de Educação na semana passada dando conta que roteadores de escolas estaduais estão sendo comercializados.

O delegado de Roubo e Furtos, Demétrios Patrício explicou que a polícia entrou em contato com o vendedor e um agente se passou por comprador e no ato da entrega do produto, recebeu ordem de prisão.

Os presos são: Arlan de Araújo Guerra, 25 anos e Francisco das Chagas Medeiros (Chagas Medeiros), que é vereador na cidade de São Mamede.

Cada equipamento teria custado ao estado R$ 2700 e estava sendo vendido a R$ 500. Arlan, preso por receptação pagou fiança e foi liberado. Já o vereador foi preso por peculato e furto e não cabe fiança. Ele foi encaminhado ao presídio.

O que é peculato
Crime que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda; abuso de confiança pública.

DIÁRIO DO SERTÃO com vídeo do G1

Recomendado para você pelo google

SERVOS DE DEUS

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre a filiação divina e o exercício da mediunidade

SUCESSO

VÍDEO: Programa Acústico Diário recebe o cantor cajazeirense Fabinho Mendes com os sucessos do momento

VÍDEO

Corpo jovem desaparecida é encontrado em avançado estado de decomposição; amiga fala da relação com o ex

AO VIVO

ESPECIAL: Sessão da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba em Cajazeiras – 156 anos