header top bar

section content

Policiais de SC relembram soldado morta com tiro em férias no RN: ‘referência como mulher e policial’

Caroline Plescht trabalhava em Chapecó com o marido sargento.

Por G1

27/03/2018 às 16h54

PMs de Santa Catarina sofreram tentativa de assalto em Natal e são baleados. (Foto: Arquivo pessoal)

Colegas de trabalho da soldado Caroline Plescht, de 32 anos, morta baleada em uma pizzaria em Natal (RN) na segunda (26) durante uma tentativa de assalto, ressaltam os feitos e a trajetória da policial no 2º batalhão da Polícia Militar de Chapecó. O marido dela, sargento Marcos Paulo da Cruz, de 43 anos, também foi baleado e está internado em quadro estável.

Caroline foi atingida no peito e morreu antes de chegar ao hospital. O crime ocorreu por volta das 21h. “A pizzaria em que estavam foi assaltada por dois homens armados, que ao perceberem a presença dos policiais exigiram que os dois ficassem de joelhos e desferiram dois disparos de arma de fogo em cada um”, disse em nota o comandante-geral da PM de Santa Catarina, coronel Araújo Gomes.

Uma faixa de luto foi colocada nesta terça (27) em frente ao batalhão que os dois PMs trabalhavam. Policiais e familiares do casal lembravam emocionados do casal, que no sábado (24) viajou de férias para o Rio Grande do Norte.

“Era nossa referência como mulher e como policial. Sempre que chegavam policiais novas no batalhão, eu dizia: meninas, vocês querem uma referência, vocês querem um exemplo? Conversem com a Carol”, disse a tenente Débora dos Santos.

“Ela entrou na polícia em 2013. Era uma policial que só tinha elogios na sua ficha. Inclusive se tornou policial destaque no ano passado porque ela efetuou uma prisão em flagrante estando de folga”, completou o tenente-coronel Ricardo Alves da Silva.

O casal estava junto havia 8 anos, e ainda não tinha filhos, mas estava planejando, conforme parentes. Em comum, tinham a paixão pela profissão. O sargento Marcos Paulo está na corporação há 22 anos e foi inspiração para Caroline mudar de ramo. Ela era formada em Moda.

“Ela era muito feliz. Ela era plenamente satisfeita com o trabalho dela. Ela mesmo tinha relatado que tinha se encontrado profissionalmente depois que ela entrou para a PM” , disse a tenente Débora dos Santos sobre a soldado Caroline Plescht.

Ainda na madrugada, parentes do casal viajaram para capital do Rio Grande do Norte. Conforme a PM, será deslocado o chefe de gabinete do Comando-Geral da PM e uma assistente social para dar suporte psicológico ao sargento e tomar as medidas necessárias para o deslocamento do corpo da soldado.

Até a publicação desta notícia, não havia previsão de translado. O sargento foi ferido no peito e no ombro, passa por uma tomografia para saber onde as balas foram alojadas e será transferido para o Hospital da PM do Rio Grande do Norte. Policiais foram orientados a não passar a notícia da morte da mulher para ele.

Crime
A tentativa de assalto foi no conjunto Parque das Dunas. Os bandidos chegaram num carro e o pararam próximo da pizzaria. Depois de levarem o dinheiro do caixa, os criminosos abordaram os clientes. Testemunhas contaram à PM que os ladrões perceberam que o policial estava armado e começaram uma briga.

Após atirarem no casal, os assaltantes fugiram levando a arma do sargento. Os policiais foram levados ao pronto-socorro do Hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal. Caroline, em estado grave, foi encaminhada por meio de uma ambulância. Ele, socorrido pouco depois por um dos funcionários da pizzaria, no carro alugado pelo casal durante as férias na cidade.

PMs de vários batalhões de Natal se mobilizaram no socorro às vítimas e na tentativa de localizar os criminosos. Uma hora depois de dar entrada, eles receberam a notícia que a policial tinha morrido. O marido dela, mais estável, foi encaminhado para o Hospital Walfredo Gurgel, na Zona Leste da capital potiguar.

Um video divulgado pela Polícia Civil de Natal mostra os dois criminosos fugindo do local com a arma que o sargento catarinense levava. O carro usado foi abandonado e encontrado nesta terça em um bairro vizinho. Ninguém foi preso.

G1

Fonte: G1 - https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/policias-de-sc-relembram-soldada-morta-com-tiro-no-peito-em-ferias-no-rn-referencia-como-mulher-e-policial.ghtml

Tags:
YOUTUBER DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Léo Abreu revela em quais profissões podemos encontrar psicopatas

ESPERANÇA NA POLÍTICA!

VÍDEO: Pastor evangélico fala sobre Bolsonaro: “Ele incorporou o que a sociedade acredita: a família”

ASSISTA!

Arquitetura, urbanismo e direitos humanos marcaram último episódio da temporada do Coisas de Cajazeiras

VÍDEO

Comemorando o dia dos Direitos Humanos, professor fala sobre os avanços da data no Diversidade em Foco