header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Governo da Paraíba e faculdade entregam novo Presídio Feminino em cidade do Sertão da Paraíba

A retirada do presídio feminino de dentro da área urbana vai potencializar o crescimento e a valorização da cidade.

Por Luzia de Sousa

14/07/2018 às 07h50 • atualizado em 14/07/2018 às 08h33

Inauguração de cadeia em Patos (Foto: Assessoria)

Patos ganhou nesta sexta-feira (13) uma nova Unidade Prisional que vai melhorar as condições do sistema de segurança no município. O Presídio Regional Feminino de Patos é fruto de uma parceria público-privada da Faculdade com o Governo do Estado que vai beneficiar diretamente as mulheres que cumprem medidas judiciais em regime fechado.

“Nós entendemos, na administração penitenciária, que quem está preso perde o seu direito à liberdade, mas sua dignidade deve ser mantida. Pela qualidade das instalações, quem estiver aqui cumprindo a sua prisão vai ter uma qualidade de vida e tratamento. A liberdade vai ser cerceada, mas a qualidade e a dignidade serão restabelecidas”, afirmou o secretário estadual de Administração Penitenciária, Tenente Coronel Sergio Fonseca.

A cerimônia de inauguração reuniu representantes dos setores administrativos da FIP, autoridades ligadas aos órgãos de segurança da Paraíba, prefeitos e vice-prefeitos de cidades do Sertão, além do governador, Ricardo Coutinho. A retirada do presídio feminino de dentro da área urbana vai potencializar o crescimento e a valorização da cidade.

“Aquela área, até certo ponto degradada e de baixo valor comercial, ganhou uma hipervalorização em função da saída do presídio. Essa área está sendo revigorada economicamente porque a Faculdade deve fazer a sua expansão e também porque está ganhando um shopping ao lado. Isso é fundamental para a nossa capital do Sertão”, disse o governador. “Eu acho que todos nós estamos celebrando hoje um importante avanço”, reforçou.

O projeto do novo presídio obedece aos padrões estabelecidos pelo governo da Paraíba para recolhimentos de apenados. Além das celas, a Unidade conta com enfermaria, berçários, salas de atividades e recreação e área aberta para banho de sol. O setor administrativo dispõe de alojamento para policiais e agentes, salas de direção e monitoramento. Para garantir a segurança, o local conta com guaritas, detector de metais e bloqueadores de celular. Tudo custeado pela Faculdade.

Presídio da cidade de Patos (Foto: Assessoria)

“Inicialmente, em 2016, o valo estimado da obra era de 2 milhões e meio de reais. Mas até sua conclusão o valor investido foi de 3 milhões e meio de reais. O mais importante de destacar é a responsabilidade social. Essa parceria público-privada tem um caráter muito importante, porque resolve os problemas da nossa cidade de uma forma mais dinâmica. O Governo do Estado e a FIP estão de parabéns”, comemorou João Leuson Palmeira, diretor da FIP.

A nova Unidade Prisional tem capacidade para 112 mulheres. Atualmente 30 cumprem pena. Outros 55 apenados do regime semiaberto passarão a ser monitorados por tornozeleiras eletrônicas. “Com a instalação das tornozeleiras eletrônicas para o pessoal do aberto e semiaberto, masculino e feminino, o monitoramento é diuturno, 24 horas e muito efetivo”, garantiu o Ramonilson Alves, juiz da vara de execuções penais de Patos.

Já sob o comando da Secretaria de Administração Penitenciária, o presídio receberá as apenadas em suas novas instalações. Após a transferência da população carcerária, a FIP fará a demolição do prédio antigo e transformará o local, inicialmente, em um estacionamento e espaço de convivência para os estudantes.

DIÁRIO DO SERTÃO com assessoria

PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores

PLANOS E METAS

VÍDEO: Cantor explica como pretende administrar o Atlético e declara que o problema do clube é político

CAMPEONATO PARAIBANO 2019

VÍDEO: Após vistoria técnica, representantes da CBF elogiam o estádio Perpetão: “É um dos melhores”

A ARTE DO CORPO

VÍDEO: Bailarino que dá aula de dança em Cajazeiras fala da sua trajetória e de projetos para a cidade