header top bar

section content

Polícia Federal desarticula grupo criminoso atuante no Sertão da Paraíba e mais dois estados

O prejuízo estimado aos cofres públicos seria de R$ 1,6 milhões

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

05/12/2018 às 08h38 • atualizado em 05/12/2018 às 08h39

PF desarticula grupo criminoso atuante nos estados de AL, BA e PB

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (05) a Operação Playground Nordestino, com o objetivo de desarticular grupo criminoso que teria atuado nos municípios da Barra de São Miguel/AL, Pariconha/AL, Dois Riachos/AL, Paulo Afonso/BA, Glória/BA, Chorrochó/BA e Brejo do Cruz, região de Catolé do Rocha, no Sertão da paraíba, praticando crimes licitatórios, de peculato, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, de responsabilidade e de associação criminosa, cujas penas máximas somadas ultrapassam 40 anos de prisão.

Cerca de 80 policiais federais cumprem 22 mandados de busca e apreensão, nos estados de Alagoas, Paraíba e Bahia.

A Polícia Federal, durante as investigações, conseguiu identificar duas construtoras, constituídas por interpostas pessoas, que teriam deixado obras inacabadas em algumas cidades alagoanas e baianas. O prejuízo estimado aos cofres públicos seria de R$ 1,6 milhões, contudo as perícias nas obras podem detectar um cenário ainda mais aterrador, tendo em vista que os contratos celebrados com os entes públicos são da ordem de mais de R$ 13 milhões.

Playground nordestino é uma referência a uma área livre para recreação, posto que quadras poliesportivas não foram concluídas.

DIÁRIO DO SERTÃO com PF

Recomendado para você pelo google

SONHO REALIZADO

VÍDEO/FOTOS: Prefeitura de Cajazeiras realiza sorteio de 300 apartamentos e evento é marcado pela emoção

MUITA ÁGUA!

A MAIOR DA HISTÓRIA: ruas e avenidas em Sousa viram rios após fortes chuvas durante a madrugada. Veja!

SERTÃO EM DESTAQUE

VÍDEO: Com cajazeirense na vice-presidência, Paulo Maia toma posse para comandar OAB Paraíba até 2021

MODELOS DE SUCESSO

VÍDEO: Empresários do Pará interessados em implantar TV A CABO visitam Netline e TV Diário do Sertão