header top bar

section content

Golpe no Whatsapp: bandidos clonam aplicativo e pedem dinheiro a contatos na região de Sousa. Confira!

Alguns familiares, acabaram caindo no golpe e depositaram o dinheiro nas contas que os bandidos mandaram

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

19/12/2018 às 15h34

O golpe clona apenas o Whatsapp da vítima

O aplicativo de mensagens WhatsApp, acaba sendo alvo de golpes devido à grande quantidade de informações pessoais armazenada.

Na noite de terça-feira (18), uma mulher da cidade do Lastro, região de Sousa, no Sertão do estado, teve o seu aplicativo de mensagens clonado. Vários contatos da vítima foram surpreendidos com mensagens de bandidos que se passavam por ela, pedindo uma quantia em dinheiro emprestada e que depositassem em uma conta bancária.

Um dos contatos desconfiou do pedido, e resolveu telefonar para a mulher. Ao ligar, a vítima disse que seu whatsapp havia sido clonado e não conseguia receber nem mandar mensagens. Ela acabou fazendo um Boletim de Ocorrência na delegacia.

Alguns familiares, acabaram caindo no golpe e depositaram o dinheiro nas contas que os bandidos mandaram. As contas são de bancos da cidade do Ceará

A Polícia Militar irá investigar o caso.

O GOLPE

Para se ter uma ideia, o WhatsApp clonado no celular de outra pessoa pode mostrar todas as mensagens em tempo real, ainda que não tenha o mesmo chip – o que, obviamente, coloca em risco a sua privacidade.

No entanto, há algumas formas de você resolver problema ou até descobrir se está sendo vítima do aplicativo clonado. Veja!

1. Desconectar do WhatsApp Web

Passo 1. Muitos aplicativos de terceiros permitem “clonar” o WhatsApp no celular ou computador de outras pessoas, usando o acesso do WhatsApp Web no celular. O primeiro passo para descobrir se alguém está vendo suas mensagens, e se livrar disso, é desconectar dessas contas. Para isso, toque no menu indicado por “três pontos” no topo direito e selecione “WhatsApp Web”.

Passo 2. Note que, em “Sessões Ativas”, estarão listados os navegadores nos quais você está conectado. Se tiver algo de estranho, ou itens a mais, pressione o botão “Sair de todos os computadores” e confirme em “Sim”. Depois, você vai precisar reconectar nas suas máquinas de confiança. Na dúvida, faça sempre logout no WhatsApp Web, mesmo no seu computador.

2. Ativar o código de verificação em duas etapas

Passo 1. O código de verificação em duas etapas permite adicionar uma senha “extra” para ativar seu WhatsApp, que é solicitada no aplicativo ao reinstalá-lo ou esporadicamente, para garantir a privacidade. Para ativar, pressione o menu do topo do WhatsApp e selecione “Configurações”.

Passo 2. Em seguida, toque em “Conta” e selecione “Verificação em duas etapas”.

Passo 3. Pressione no botão de “Ativar”. Em seguida, será necessário adicionar um código pessoal com seis dígitos (criado por você) e depois digitá-lo novamente para confirmar. Toque em “Avançar” em cada etapa.

Passo 4. Se preferir, adicione também um e-mail pessoal para recuperação do acesso e, ao final, confirme em “Concluído”.

3. Apagar o histórico de uma conversa

Passo 1. Caso você ache que o seu WhatsApp está em risco, uma medida emergencial é apagar conversas que tenham dados pessoais, principalmente financeiros. Para isso, abra a conversa e toque no ícone de menu (três pontos) no topo da tela. Em seguida, pressione “Mais”. Depois selecione “Limpar conversa”.

Passo 2. Confirme a ação em “Limpar”, inclusive as mensagens marcadas (se necessário). Note que o chat aparecerá vazio. Assim a pessoa que te clonou não vai mais ter acesso àquelas informações. Veja como apagar várias conversas de uma vez no WhatsApp neste tutorial.

4. Ver se alguém leu sua mensagem

Passo 1. Quando uma nova mensagem chega, ela é indicada por um marcador verde, tanto em conversas individuais, quanto em grupos. Note que esse marcador mostra, inclusive, quantas mensagens novas há na conversa. Dessa forma, você sabe que ninguém abriu o recado. No entanto, também existe o marcador de “mensagem não lida”, que pode ser adicionado depois de ler a conversa. Ele, porém, é diferente: não tem número, apenas um ponto verde. Fique atento a essa mudança no seu mensageiro para pegar curiosos ou invasores.

5. Reinstalar o WhatsApp

Passo 1. Uma última ação para resolver o WhatsApp clonado é reinstalar o aplicativo. Com isso, o mensageiro vai pedir novamente seu código de verificação e enviar o SMS para verificar o aparelho. Pode ser uma forma de anular a ação de terceiros em outros aparelhos. Para isso, acesse o menu de “Configurações” do Android e toque em “Gerenciador de aplicações”.

Passo 2. Encontre o WhatsApp na lista e depois toque em “Desinstalar”. Uma sugestão é fazer o backup das suas mensagens do WhatsApp antes desse procedimento, para não perder nada na reinstalação. Depois, basta baixar novamente o app pelo TechTudo Downloads e fazer a instalação no Android.

Se tiver algum problema extra, veja nessas dicas como pedir ajuda aos desenvolvedores do WhatsApp. As dicas são do site Tech Tudo.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

ASSISTA À ENTREVISTA

EXCLUSIVO: Em Cajazeiras, Ciro Gomes fala sobre Lula, PT, Bolsonaro, Ricardo, João Azevêdo e eleições

VÍDEO

Empresário revela convite das oposições de Cajazeiras para disputar a prefeitura e derrotar Zé Aldemir

EVENTO CATÓLICO

VÍDEO: I Adora Cristo é sucesso em Cajazeiras, e coordenador da Missão Éfeso acredita em crescimento

SAÚDE BUCAL

VÍDEO: ortodontista sousense revela se é possível rejeição em casos de implantes dentários