header top bar

section content

Operação da Polícia Ambiental com a SUDEMA combate crime de poluição sonora no carnaval de Cajazeiras

Fiscalizações começaram nesta sexta-feira (1º) e vão até o final do carnaval

Por Jocivan Pinheiro

02/03/2019 às 14h58 • atualizado em 02/03/2019 às 15h06

Policiais fiscalizam paredão de som em Cajazeiras

Mal começou o carnaval em Cajazeiras e nas cidades da região, o Batalhão Ambiental da Polícia Militar e a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (SUDEMA) já realizaram várias notificações e apreensões de veículos que estavam em desacordo com a Legislação Ambiental – a maioria praticando poluição sonora.

No período carnavalesco é comum a presença de carros com paredões de som em vias públicas e áreas residenciais. Mas as autoridades estão agindo para combater os crimes ambientais.

Para isso, o Batalhão Ambiental da PM e a SUDEMA reforçaram o policiamento na área. As fiscalizações começaram nesta sexta-feira (1º) e vão até o final do carnaval, se estendendo a outros municípios onde também estão acontecendo comemorações carnavalescas.

VEJA TAMBÉM: Homens são mais suscetíveis a problemas de audição do que mulheres

A Resolução nº 001/1990 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) regula os critérios para a emissão de ruídos em atividades comerciais, industriais, sociais ou recreativas.

Conforme a Resolução, os ruídos considerados prejudiciais à saúde e ao sossego público são estabelecidos pela norma NBR 10.152 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A norma estipula valores, em decibéis, para ambientes como hospitais, escolas, bibliotecas, locais de circulação, residências, restaurantes, igrejas e templos e locais para esporte.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo fala sobre o Festival de Prêmios do Atlético e do clássico contra o Sousa

MASSACRE DE SUZANO

VÍDEO: Psicóloga fala sobre jogos eletrônicos e ausência da família influenciando tragédias com jovens

O CAMINHO

VÍDEO: Em Pombal, Frei Gilson declara que a Igreja Católica precisa pregar um catolicismo praticante