header top bar

section content

Estudante de Odontologia do Sertão morre vítima de grave acidente de carro no Pernambuco

Ela era natural de Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pernambuco, era casada, mãe de dois filhos e estava cursando o último período de odontologia em Patos.

Por DIÁRIO DO SERTÃO

09/03/2019 às 10h34

Viviane tinha 31 anos e era mãe de 2 meninos (Foto: Arquivo Pessoal)

Um grave acidente de trânsito vitimou fatalmente uma jovem estudante de odontologia de uma universidade de Patos, no Sertão do estado.

O acidente aconteceu na Rodovia PE-320, próximo a Brejinho de Tabira, no Sertão de Pernambuco, na terça-feira de carnaval (05). A jovem Viviane Sousa de 31 anos, seguia em seu carro pela rodovia quando acabou atingida por uma D-10. Com o impacto da colisão, a jovem acabou presa as ferragens, não resistindo aos ferimentos.

O marido e um dos filhos da vítima seguiam em uma moto, logo atrás do carro em que a jovem estava, e acabaram presenciando todo o acidente.

Ela era natural de Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pernambuco, era casada, mãe de dois filhos e estava cursando o último período de odontologia em Patos.

O carro da vítima ficou completamente destruído

A Universidade lamentou o falecimento da acadêmica do curso de Odontologia: “Assim como todos nós, Viviane buscava a realização de um sonho e estava bem próximo de alcançar seu objetivo, concluindo o último período na faculdade. Com profundo luto, prestamos nossas condolências e solidariedade aos seus parentes e a todos que a amavam”, disse a universidade em nota.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

É GRAVE

VÍDEO! Moradores reclamam da falta de exames no laboratório municipal em Patos: “Não tem nem de sangue”

'QUEDA DE BRAÇO'

VÍDEO: Vice-presidente da OAB Nacional afirma que disputa entre advogados e juízes não gera ‘fissuras’

OUTUBRO ROSA

VÍDEO: Cajazeirense relata sua luta contra o câncer de mama e deixa mensagem de otimismo para mulheres

CRÍTICAS A BOLSONARO

VÍDEO: Professora cita problemas na UFCG e alerta para ‘desmonte criminoso das universidades públicas’