header top bar

section content

Mais rigor: presos do regime aberto e semiaberto usarão tornozeleira eletrônica em Sousa

A tornozeleira é um dispositivo que tem sido visto como uma forma de reduzir a lotação nas penitenciárias.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

04/04/2019 às 11h05

O monitoramento também controla o preso que trabalha, mas tem que estar em casa a partir de uma hora determinada pelo juiz

Na cidade de Sousa, Sertão do estado, detentos do regime aberto e semiaberto da Casa do Albergue da cidade, agora serão monitorados através do sistema de tornozeleiras eletrônicas.

Cerca de 20 detentos já estão sendo monitorados e a partir desta quinta-feira (04), outros 25 serão implantados, segundo informações da direção da Casa de Albergue.

COMO FUNCIONA

A tornozeleira é um dispositivo que tem sido visto como uma forma de reduzir a lotação nas penitenciárias.

Os detentos que conseguem a progressão saem das penitenciárias utilizando tornozeleiras eletrônicas, que monitoram onde eles estão. Contudo só têm a obrigação de estar na casa onde moram entre as 20h e as 5h. No restante do dia, não têm restrição de locais a frequentar.

Pesando 128 gramas, a tecnologia inclui um GPS para determinar a localização por satélite e um modem para transmissão de dados por sinal de celular. Todas as informações são passadas, em tempo real, para uma central de monitoramento que pode estar em qualquer lugar.

O monitoramento também controla o preso que trabalha, mas tem que estar em casa a partir de uma hora determinada pelo juiz. Qualquer violação gera um alarme.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Chico Mendes diz que pode dividir palanque com Cleide e dispara: “Tô pronto para disputar com Paula”

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ciro diz que Ricardo ‘prejudicou-se na sucessão’, mas elogia Azevêdo: “Seria uma honra no PDT”

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras diz que “pobreza se avoluma cada vez mais nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”