header top bar

section content

Suspeito de feminicídio se entrega à polícia na região de Patos

Acusado se entregou em companhia do seu advogado na cidade de São Mamede

Por Diário do Sertão

13/05/2019 às 09h48 • atualizado em 13/05/2019 às 09h52

Maria de Fátima Silva Torres, 27 anos, foi assassinada em São Mamede, região de Patos

O principal suspeito do crime que vitimou Maria de Fátima Silva Torres, 27 anos, assassinada a tiros no dia 9 de maio na PB 251 próximo à São Mamede, região de Patos, se entregou à polícia no sábado (11).

De acordo com a polícia, o acusado seguiu para a Delegacia da Mulher em Patos em companhia de seu advogado, mas evitou o contato com a imprensa. Ele não sabia que já havia sido expedido um mandado de prisão temporária.

A delegada que acompanha o caso é a Drª Daniela Rosa Quirino de Sá Pires que não descarta a possibilidade de ter, de fato, acontecido um feminicídio, visto que o suspeito não aceitava o fim do relacionamento.

Doutora Daniela destacou os motivos pelo qual pediu a prisão temporária do acusado e disse que a tese de feminicídio se destaca através dos depoimentos colhidos durante o inquérito policial.

O CASO

A jovem Cida Torres, mais conhecida como “Cidinha”, 27 anos, foi assassinada na manhã desta quinta-feira (09) com vários tiros na cidade de São Mamede, região de Patos.

Segundo as informações ela foi assassinada no meio da pista que passa em frente à residência dela (na PB 251, que liga São Mamede à cidade de Ipueira-RN). A vítima era mãe de dois filhos.

Diário do Sertão com informações do patos online

Recomendado para você pelo google

MAIS EDUCAÇÃO

VÍDEO: No 2º dia da Mostra de Conhecimentos do N. S. do Carmo, alunos se destacam em temáticas diversas

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: No Mês da Black Friday, concessionária Brazauto oferece preços e formas de pagamento especiais

VÍDEO

Vereador lamenta falta de doação ao Hospital Laureano e acusa prefeito de Pombal: “Virou as costas”

TROVÃO NO BRASILEIRÃO

VÍDEO: Prefeito se compromete a patrocinar o Atlético de Cajazeiras com R$ 20 mil mensais em 2020