header top bar

section content

Morre um dos mais antigos servidores do Campus da UFCG de Cajazeiras; aulas foram suspensas nesta quarta

Wellington Feitosa de Vasconcelos era técnico em assuntos educacionais e gestor financeiro do CFP

Por Jocivan Pinheiro

21/05/2019 às 20h41 • atualizado em 21/05/2019 às 20h58

Wellington Feitosa de Vasconcelos faleceu vítima de infarto

Faleceu nesta terça-feira (21), um dos mais antigos servidores do Campus da UFCG de Cajazeiras (Centro de Formação de Professores – CFP).

Wellington Feitosa de Vasconcelos, de 64 anos, era técnico em assuntos educacionais e gestor financeiro do CFP, cargos que ele ocupou durante décadas.

Wellington faleceu vítima de infarto em um hospital de Campina Grande quando estava sendo transferido para João Pessoa após passar mal.

Por causa da sua morte, o diretor do CFP, Antônio Fernandes, decretou luto oficial de três dias e suspendeu as aulas e demais atividades desta quarta nos três turnos.

Antônio Fernandes lamentou profundamente a morte do servidor e amigo, e disse que Wellington era seu ‘braço direito’ na direção do campus.

A morte de Wellington Feitosa também repercutiu na capital. O jornalista Gutemberg Cardoso, que tinha uma longa história de amizade com ele, lamentou nas redes sociais.

Jornalista Gutemberg Cardoso lamentou a morte de Wellington nas redes sociais

Em Cajazeiras, o multimídia Mário Alves, que também trabalha no CFP, ressaltou o bom caráter e a humildade de Wellington na vida profissional e pessoal.

O corpo de Wellington Feitosa de Vasconcelos será sepultado nesta quarta-feira. O local ainda não foi informado pela família.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

QUE VENHA!

VÍDEO! Profeta da chuva revela a previsão para o inverno no Sertão da Paraíba: “Serão 9 meses de chuva”

POLÊMICA

VÍDEO: Vereador cobra a convocação do concurso de Cajazeiras: ‘Era de urgência e o prefeito não convoca’

VÍDEO

Deputado cajazeirense abre o jogo e revela com quem fica após o racha no PSB da Paraíba

EDUCAÇÃO

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre tradicional colégio de Cajazeiras e recebe diretora, professoras e alunas