header top bar

section content

Jovem sousense é preso na cidade de Cajazeiras, acusado de tráfico de drogas

Ele acabou sendo preso e encaminhado para a delegacia de Cajazeiras, onde foram adotadas as medidas cabíveis ao caso.

Por Campelo Sousa

19/09/2019 às 16h41 • atualizado em 19/09/2019 às 16h43

O jovem foi encaminhado para a Delegacia, onde foram realizados os procedimentos cabíveis ao caso

Um jovem da cidade de Sousa, Sertão do estado, acabou preso nesta quarta-feira (18), acusado de tráfico de drogas, em Cajazeiras.

Segundo informações da Polícia Militar, o sousense acabou preso após um levantamento do Grupo Tático Especial (GTE), que investigaram e descobriram que ele estava em companhia do jovem Paulo Henrique, que acabou sendo assassinado à tiros na noite desta terça-feira(17) no bairro Vila Nova.

De acordo com o tenente Joserley Oliveira à TV Diário do Sertão, a vítima estava acompanhada do sousense, de posse de uma moto, momento em que passou, em outra moto dois indivíduos, certamente, perceberam a presença das duas vítimas, retornaram e efetuaram disparos de arma de fogo contra os dois. Paulo Henrique morreu no local, e o sousense conseguiu fugir sem ser atingido.

VEJA TAMBÉM!

+ VÍDEO: Jovem é morto com vários tiros e mulher fica ferida após ser vítima de bala perdida em Cajazeiras

+ Hospital Regional de Cajazeiras emite nota sobre quadro clínico de jovem vítima de bala perdida

Com o sousense foram apreendidas um certa quantia de maconha e crack.

Ele acabou sendo preso e encaminhado para a delegacia de Cajazeiras, onde foram adotadas as medidas cabíveis ao caso.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

PROBLEMA SOCIAL

VÍDEO: Conselho Tutelar notifica pais por causa de crianças pedindo nos semáforos de Cajazeiras

OPÇÃO RELIGIOSA

VÍDEO: Retiro de Carnaval de Pombal anuncia programação da 35° edição com atrações a nível nacional

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Wesley, Éder Paulista e o técnico Ederson Araújo aprovam estreia do Atlético e elogiam a torcida

FALTA DE COMODIDADE

Professora cobra fiscalização na ocupação de calçadas por comerciantes que interfere a mobilidade urbana