header top bar

section content

Acusado de espancar e matar paraibana Pâmela Bessa é preso em operação entre Polícias Civil da PB e SP

Investigações apontam que Pâmela, que estava grávida, foi brutalmente espancada pelo suspeito até a morte. O caso chocou o país e teve repercussão nacional

Por Redação Diário

05/12/2020 às 08h10 • atualizado em 05/12/2020 às 08h18

Jovem foi assassinada pelo companheiro (foto: reprodução/Facebook)

O homem suspeito de ter assassinado a mulher grávida, Pâmela do Nascimento Bessa, na cidade de Poço José de Moura, Sertão da Paraíba, foi preso nesta sexta-feira (4), no município de Rio Grande da Serra, litoral de São Paulo. A morte de Pâmela aconteceu há cerca de três meses e ganhou repercussão nacional.

A prisão do acusado ocorreu após o trabalho de investigação e a troca de informações entre a Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia Seccional de Cajazeiras, e a Polícia Civil de São Paulo.

De acordo com informações da Polícia Civil, o preso, identificado como Hélio José de Almeida Feitosa, será trazido para cumprir pena na Paraíba, mas a data de sua transferência ainda não foi definida.

VEJA TAMBÉM:

VÍDEO: Caso Pamela Bessa repercute nacionalmente e é destaque no Cidade Alerta da Record

No dia em que Pâmela foi assassinada, Hélio chegou a ser intimado e foi até a Delegacia Polícia de Cajazeiras, mas ele alegou que a morte da esposa aconteceu em decorrência de problemas de saúde. Após o resultada da perícia, que constatou hematomas na jovem, ele passou a ser o principal suspeito do crime.

“Depois que saiu o laudo pericial e foi constatado que houve agressão física, intensificamos as diligências, ouvimos outras testemunhas do caso, e nossa equipe não mediu esforços até identificar o paradeiro do suspeito, fato que culminou com a localização e prisão do mesmo nesta sexta-feira na cidade de Rio Grande da Serra, no litoral paulista”, disse o delegado seccional de Cajazeiras, Glauber Fontes.

Ainda conforme a Polícia, para dar mais informações sobre a prisão e falar sobre o caso, o delegado Glauber Fontes deverá conceder entrevista coletiva na próxima segunda-feira (7), às 09h30, na sede da Delegacia Seccional de Cajazeiras.

DIÁRIO DO SERTÃO

COLAPSO

VÍDEO: Empresário cajazeirense que mora em Roraima revela que oxigênio deve acabar em 14 dias

SAÚDE

VÍDEO: Após crise no Amazonas, diretor do Hospital Regional diz se o oxigênio pode acabar em Cajazeiras

VAMOS AJUDAR

VIDEO: Dona de casa chora ao fazer apelo por comida e medicações em Cajazeiras: ‘Tenho dois filhos’

NOS BRAÇOS DO POVO

VÍDEO: Vereador da região de Sousa que tomou posse dentro da prisão é recebido com festa pela população

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!