header top bar

section content

Servidor da Prefeitura de Itaporanga é condenado a 14 anos e 9 meses de prisão por estupro de vulnerável

Segundo o Juiz pesa no processo do réu acusações de praticar atos libidinosos com pelo menos três crianças, o que teria gerado revolta à família e sociedade.

Por Luiz Adriano

10/06/2021 às 19h01 • atualizado em 10/06/2021 às 20h26

Fórum Juiz João Espínola Neto, na cidade de Itaporanga, no Vale do Piancó. (Foto: reprodução/internet).

Um servidor público da prefeitura de Itaporanga, no Vale do Piancó, foi condenado a 14 anos e 9 meses de prisão em audiência realizada na manhã desta quinta-feira (10) no fórum Juiz João Espínola Neto, na Comarca local da referida cidade.

Segundo o juiz de Direito Antônio Eugênio Leite Ferreira Neto, que está a frente do caso, o homem, que tem 44 anos, é acusado de estupro de vulnerável e já se encontrava detido em prisão preventiva na cadeia pública de Itaporanga.

VEJA TAMBÉM

Homem suspeito de praticar estupro contra adolescente de 13 anos é preso em cidade da região de Pombal

Ainda conforme o Juiz, pesa no processo do réu, acusações de praticar atos libidinosos com pelo menos três crianças, o que teria gerado revolta à família e a sociedade.

Além da pena recebida pelo acusado, o Juiz também requereu da Prefeitura Municipal de Itaporanga a destituição do indivíduo de seu cargo público, a saber, agente de endemias.

O diretor da cadeia pública de Itaporanga, Paulo Henriques Júnior, disse que pediu a transferência do acusado. “Vamos aguardar a sentença para enviar ao setor competente da Seap”, disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

OPINIÃO

VÍDEO: Sociólogo e militante político fazem debate acirrado e classificam os “farsantes da pandemia”

TROPEÇA MAS NÃO CAI

VÍDEO: Homem é atropelado, jogado por cima do capô e ainda consegue manter-se de pé, em Cajazeiras

OUTRA REALIDADE

VÍDEO: Após apelo na TV Diário do Sertão, ambulante quita dívidas e reata relacionamento com companheira

NÃO VACINADOS

VÍDEO: Médico de Cajazeiras atribui aos mais jovens as aglomerações em bancos e baladas clandestinas

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!