header top bar

section content

Homem de 61 anos é morto a tiros por quatro indivíduos e filho reconhece suspeitos, na região de Patos

A testemunha disse que estava no momento do crime e que teria corrido para dentro do mato quando ouviu os tiros. Ele informou para a PM que teria reconhecido os algozes

Por Luiz Adriano

27/09/2021 às 09h41 • atualizado em 27/09/2021 às 11h40

Vítima morta a tiros na noite deste domingo (26) na zona rural de São José de Espinharas.

Um homem de 61 anos de idade foi morto a tiros na noite deste domingo (26) no sítio Tijolos, Assentamento Nova Espinharas, na zona rural de São José de Espinharas, na região de Patos. Segundo informações passadas à polícia, quatro homens se aproximaram da vítima e efetuaram os disparos que tiraram a vida de Nilson de Sousa Vida, o qual faleceu no local do crime.

Conforme a Polícia Militar, a testemunha que é filho da vítima, disse que estava no local no momento do crime e que teria corrido para dentro de uma área de matagal quando ouviu os tiros. Ele informou também para a PM que teria reconhecido os algozes.

VEJA TAMBÉM

Sobrinho mata próprio tio com várias facadas em Catolé do Rocha e confessa ‘barbaridades’ após ser preso

Após o crime, os suspeitos fugiram tomando rumo ignorado. A PM realizou diligências, mas até o fechamento desta matéria não havia informações a respeito da captura dos indivíduos. O caso foi encaminhado para a Policia Civil e segue sendo investigado.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Perícia Científica (IPC) de Patos para realização de exames cadavéricos.

DIÁRIO DO SERTÃO

ESPETACULAR

VÍDEO: Aposentado de São Gonçalo distribui mudas de plantas frutíferas para várias regiões do país

CAFÉ EMPREENDEDOR

VÍDEO: Psicólogo terapeuta diz que a coisa mais invejada hoje em dia é uma família harmoniosa

FOI INVESTIGADO

VÍDEO: Governador diz que teve a vida ‘virada ao avesso’ pela Operação Calvário, mas nada foi achado

DETECTADA EM CERCA DE 50 PAÍSES

VÍDEO: Ministério da Saúde define estratégias para prevenir aumento de casos da variante ômicron

Recomendado pelo Google: