header top bar

section content

VÍDEO: Operação policial desfaz organização criminosa que praticou vários crimes na região de Sousa

Ao todo, foram cumpridos cinco mandados de prisão e apreendidos drogas, aparelhos celulares e uma arma de fogo

Por Luiz Adriano

24/11/2021 às 09h33 • atualizado em 24/11/2021 às 09h39

A Polícia Civil da cidade de Sousa em conjunto com a Polícia Militar, deflagrou na tarde da última segunda-feira (22) uma Operação por nome de Zoonoses. A ação teve por objetivo cumprir cinco mandados de prisão de pessoas envolvidas em uma organização criminosa que vinha cometendo vários crimes na região.

Após um trabalho de investigação desenvolvido pelo Grupo Tático Especial (GTE) coordenado pelo delegado Seccional Dr. Carlos Seabra, culminou com o desmanche da Orcrim que segundo a polícia, foi responsável por vários crimes, dentre eles: o assalto ao casal de comerciantes na cidade de Marizópolis no último dia 3 de outubro, bem como o homicídio que vitimou a pessoa de Pedro Paulo, conhecido por Paulistinha nessa mesma data no Bairro Sorrilandia I em Sousa, além de assaltos à Lotérica e Farmácia na cidade de Aparecida um dia posterior, em 04/10/2021.

VEJA TAMBÉM

Após troca de tiros, meliantes fogem por matagal e PM recupera veículo roubado, em Sousa

Os mandados de prisões foram expedidos pela 1ª Vara da Comarca de Sousa-PB. Alguns dos suspeitos já encontravam-se detidos. Um deles que tem 25 anos, residente no Conjunto Frei Damião em Sousa, Já estava recolhido no presídio de Cajazeiras, outro de 21 anos, residente no Bairro Mutirão também em Sousa, já estava preso em João Pessoa.

Um jovem de 18 anos, residente na Ceahp, em Sousa, foi preso na cidade se São José de Piranhas, na região de Cajazeiras; uma mulher, 26, moradora do Bairro São José, foi presa na cidade de Sousa e por último, um homem também de 26 anos, residente no distrito de São Gonçalo, foi detido na mesma localidade. Nesta última prisão, realizada no distrito de São Gonçalo, foi cumprido um mandado de busca e apreensão na casa do investigado e foi encontrado o seguinte material: sete frascos contendo Loló, 28 pedras de crack, oito papelotes de cocaína, 13 balas de maconha e dois aparelhos celulares, além de uma arma de fogo, cal. 32.

O desfecho positivo da operação foi possível, segundo o delegado da 19ª Delegacia Seccional de Sousa, Carlos Seabra, devido a união das forças de segurança (Polícia Civil, Polícia Militar e SEAP/PB), Ministério Público e Poder Judiciário.

Conforme a PC, o nome da Operação Zoonoses faz referência ao apelido de um dos líderes da Orcrim, que é chamado de Chihuahua. Os integrantes, após cometerem os crimes diziam palavras de ordem se referindo a Tropa do Chihuahua.

DIÁRIO DO SERTÃO

ESPETACULAR

VÍDEO: Aposentado de São Gonçalo distribui mudas de plantas frutíferas para várias regiões do país

CAFÉ EMPREENDEDOR

VÍDEO: Psicólogo terapeuta diz que a coisa mais invejada hoje em dia é uma família harmoniosa

FOI INVESTIGADO

VÍDEO: Governador diz que teve a vida ‘virada ao avesso’ pela Operação Calvário, mas nada foi achado

DETECTADA EM CERCA DE 50 PAÍSES

VÍDEO: Ministério da Saúde define estratégias para prevenir aumento de casos da variante ômicron

Recomendado pelo Google: