header top bar

section content

Paz: Zé Aldemir volta atrás e alivia Jeová

Depois de ter dito que o deputado Jeová Campos nunca pôs sequer um paralelepípedo em Cajazeiras, o deputado estadual José Aldemir Meireles resolveu aliviar o discurso nesta sexta-feira (22) e dizer que a colocação não foi séria, mas sim feita com “espírito de gozação”. Para Aldemir, as constantes querelas entre ele e o petista são […]

Por

26/08/2008 às 22h31

Depois de ter dito que o deputado Jeová Campos nunca pôs sequer um paralelepípedo em Cajazeiras, o deputado estadual José Aldemir Meireles resolveu aliviar o discurso nesta sexta-feira (22) e dizer que a colocação não foi séria, mas sim feita com “espírito de gozação”.

Para Aldemir, as constantes querelas entre ele e o petista são salutares, o que não passa de cobranças para que haja mais empenho na atuação de Jeová na Assembléia Legislativa.

Recado
José Aldemir acha que Jeová Campos, na condição de representante de Cajazeiras na Assembléia, não está fazendo por onde sua voz chegar aos ouvidos do presidente Luis Inácio Lula da Silva para angariar recursos para a região. E resumiu apenas a isso suas colocações quando se referiu aos polêmicos paralelepípedos.

“Eu admiro o deputado Jeová. Ele é meu amigo pessoal. Nos respeitamos perfeitamente. Apenas numa colocação que fiz até num espírito de gozação, sem nenhum desrespeito, disse que Jeová precisava trabalhar para trazer coisas aqui pra Cajazeiras. Quando estou brigando com Jeová nesse sentido, é uma briga salutar.”, disse o deputado do DEM.

Da redação do Diário do Sertão

Tags:

Recomendado para você pelo google

EVENTOS ATÉ DIA 06/12

VÍDEO: Prefeito de Monte Horebe anuncia pagamento de servidores e programação do aniversário da cidade

ESTELIONATO

VÍDEO: Após dois golpes em banco de Cajazeiras, advogado mostra como vítimas devem buscar seus direitos

FIQUE POR DENTRO

Radialista sousense fala das condenações de ex-prefeitos e visita da PF na casa de empresário no Sertão

6ª EDIÇÃO DO EVENTO

VÍDEO: Mesa Redonda da Faculdade Santa Maria discute direitos e diversidade humana; veja como participar